A cidade de Campo Largo, região metropolitana de Curitiba, terá uma ‘Fortaleza de Segurança’, com 272 câmeras que vão monitorar todo o município, das estradas até a zona rural. Uma empresa foi contratada por meio de uma licitação para que, nos próximos meses, a central de ‘vídeomonitoramento’ passe a funcionar.

(Foto: Divulgação)

 

Segundo o prefeito de Campo Largo, Marcelo Puppi, a assinatura do contrato, feita nesta semana, representa mais segurança para a cidade. “É uma ‘Fortaleza de Segurança Pública’, que é totalmente digital. O projeto consiste em dezenas câmeras de segurança monitorando toda a cidade. Haverá câmeras no interior, em rodovias, em um centro integrado de segurança pública. Para isso, conversei com a Sesp (Secretaria de Segurança Pública) e foi colocada à disposição todas as forças de segurança do Paraná”, destacou.

Ainda de acordo com o prefeito, o vídeomonitoramento de Campo Largo será referência à nível nacional. “Campo Largo é a unica cidade do Paraná que tem uma empresa de energia própria, que é a Cocel, que colocou fibra ótica em toda a cidade. Com a fibra, tudo está interligado, então a velocidade será extraordinária. Nos próximos meses, um carro roubado não vai passar mais em Campo Largo. O reconhecimento facial, de quem tem mandado, também será automático”, descreveu.

Por fim, Puppi deixou um recado para quem pensa em infringir a lei em Campo Largo. “Malandragem aqui não pode se criar não. Em pouco tempo, estaremos com todas as forças integradas, fiscalizando e vendo a cidade inteira”, concluiu Puppi.


No tópico: RMC