A Polícia Civil já possui imagens do empresário fugindo no local do acidente, no bairro Água Verde, em Curitiba, na noite desta quinta-feira (27). Câmeras de segurança de condomínios ao redor flagraram o momento do acidente (assista abaixo). O empresário estava na preferencial e foi atingido pelo carro da mulher, que continua internada no Hospital Evangélico. Até agora nenhum motorista se apresentou na Delegacia de Delitos de Trânsito (Dedetran).

 

Imagens de câmera de segurança. Foto: Banda B

 

Segundo as imagens, a Range Rover seguia pela preferencial, que é a rua Amazonas, enquanto o Honda Fit trafegava pela Acre, com sinalização vertical.

O delegado Leonardo Carneiro disse à Banda B, na manhã desta sexta-feira (28), que a polícia tenta identificar o motorista que deixou o local do acidente. “O carro está em nome de uma empresa que atua no ramo de automóveis e os donos estão identificados. Agora, precisamos identificar qual deles que se envolveu no acidente ou quem era. Apenas o fato de ele ter saído do local, sem prestar socorro à vítima, já pode responder pelo crime previsto tanto no Código Penal quanto no de Trânsito por omissão de socorro”, garantiu.

 

Imagens de câmera de segurança. Foto: Banda B

 

A Range Rover está apreendida para perícia e o delegado afirma que as garrafas de cerveja encontradas no carro serão analisadas. “Com relação a bebidas, temos a informação de que havia bebidas alcoólicas dentro do carro, estamos solicitando ao Instituto de Identificação que sejam coletados papiloscópico nessas bebidas, assim como no bocal, caso alguma estivesse já aberta”, completou o delegado.

As fotos e vídeos auxiliam a polícia para que não haja tentativa de apresentar outro condutor para o acidente. “A fuga do local tem um único e exclusivo prejudicado, que é o autor do crime. A conduta dele diz muito e tanto a Polícia Civil e o Ministério Público do Paraná (MPPR) levam isso em conta, sem dúvida”, finalizou Carneiro.

Policiais estão nas ruas em diligências para procurar o motorista que poderá responder por lesão corporal e omissão de socorro.

Vídeo

Assista ao vídeo do momento da colisão:

 

Vítima

Diante das imagens, o advogado da vítima deixada no local procurou a Banda B na tarde desta sexta-feira (28). O advogado Igor José Ogar explicou que a família reprova toda a conduta do motorista do veículo Range Rover e espera a devida responsabilização criminal. “Pelos indícios iniciais, é possível presumir uma velocidade incompatível com a via, além da suspeita de ingestão de álcool, uma vez que bebidas alcoólicas foram encontradas no local. O motorista sai caminhando e não presta socorro, então não há como eximir do crime de omissão de socorro. É um motorista que age de forma covarde e sem qualquer empatia”, disse.