O Corpo de Bombeiros fez uma trabalho de reanimação de um motociclista, de 35 anos, por cerca de uma hora, na noite desta segunda-feira (5), ao lado do Terminal Vila Oficinas, no bairro Cajuru, em Curitiba. Ele bateu contra um poste e teve duas paradas cardiorrespiratórias durante o atendimento. Socorristas conseguiram estabilizá-lo para seguir ao Hospital Cajuru, em estado gravíssimo. Policiais do Batalhão de Polícia de Trânsito (Bptran) foram acionados para conter a aglomeração no local.

 

Motociclista foi levado ao Hospital Cajuru. Foto: Banda B

 

O acidente aconteceu por volta das 22h10, na Rua Engenheiro Costa Barros. Não há informações sobre de que forma a colisão aconteceu – se o motociclista foi fechado por algum veículo ou perdeu o controle da direção sozinho.

Para a Banda B, o sargento Monteiro do Corpo de Bombeiros disse que a vítima teve ferimentos graves no peito e na cabeça. “Encontramos a vítima já inconsciente, com trauma importante em tórax e com trauma craniano. Durante o atendimento, o motociclista entrou em parada cardiorrespiratória e foi necessário realizar manobras para ele voltasse”, contou.

O capacete do motociclista estava ao lado dele e pode ter saído da cabeça na colisão. “Ele estava sem capacete quando chegamos, pode ter saído com a pancada. Ela foi tão forte que chegou a danificar o poste”, completou o sargento Monteiro.

Aglomeração

Durante o atendimento, bombeiros solicitaram a presença do Batalhão de Polícia de Trânsito (Bptran) devido a aglomeração de pessoas no local. “Os bombeiros nos acionaram porque não estavam conseguindo trabalhar, o condutor da moto estava com parada no chão, os socorristas fazendo manobras de reanimação e um tumulto generalizado acontecia. Talvez familiares, conhecidos, mas isso não pode acontecer. É preciso entender que quando alguém necessita de atendimento de socorro e acontece isso, eles colocam a vida de quem precisa em risco. Deixa o socorrista trabalhar, se afaste”, alertou o soldado Machado.

Vídeo

Assista ao vídeo registrado no local: