O Grupo de Operações de Socorro Tático (Gost) do Corpo de Bombeiros entrou no 5° dia de buscas pelo estofador José Alves, de 60 anos, desaparecido desde a tarde da última quinta-feira (24). Ele estava em um carro que caiu no Rio Belém, no bairro Hauer, em Curitiba, após um acidente de trânsito durante a forte chuva que caiu na capital.

Até o momento, Alves não foi localizado (Foto: Arquivo Pessoal)

Em entrevista no dia seguinte ao acidente, familiares de Alves mantinham a esperança de encontrá-lo vivo. Entretanto, com os dias passando, fica mais difícil essa possibilidade. “Em meio líquido, não tem como devido ao tempo. Nossa busca continua, saindo do ponto zero (onde aconteceu o acidente), indo até o Parque Náutico e a região do Guajuvirá”, disse à Banda B o tenente Cruz, do Gost.

A família do estofador se apegava na hipótese de que o carro foi localizado sem ele dentro, com isso tenha conseguido escapar. “Ele poderia estar sem o cinto de segurança, porque tentou sair, e por isso não estava no veículo, sendo levado pela enxurrada. São várias hipóteses para o que aconteceu que temos no momento”, concluiu o tenente.

Alves é dono de uma estofaria na região do Hauer e seguia para fazer um orçamento quando o acidente aconteceu. Ele estava acompanhado de uma funcionaria, que conseguiu deixar o veículo e foi socorrida ao hospital. Ela já recebeu alta e está se recuperando em casa.