(Foto: Street View)

 

Uma brincadeira de mau gosto fez com que provas marcadas para esta quarta-feira (10) fossem canceladas no Centro de Educação Profissional do Paraná, no bairro Boqueirão, em Curitiba. Um boato de um massacre que aconteceria hoje viralizou e muitos estudantes, mais de 30%, faltaram as aulas.

Segundo a diretora-auxiliar do colégio, Angela Borille , o boato viralizou depois que um aluno mudou o nome da rede do colégio para ‘Massacre no Dia 10’. “Uma pessoa mudou o nome por dez minutos e alguém tirou um print, viralizando no WhatsApp. Sabemos qual horário e em qual sala isso aconteceu. Talvez por conta da semana de avaliações, o aluno fez de caso pensado. Vamos identificá-lo”, lamentou.

O boato tomou conta do colégio e fez com que a direção tomasse algumas medidas. “Tomamos as medidas necessárias. Fizemos o Boletim de Ocorrência e a estamos tentando descobrir quem foi o aluno que fez isso, mas infelizmente hoje muitos faltaram. Em uma sala, apenas uma aluna foi e a prova foi cancelada”, disse.

Para piorar a situação, o telefone da escola está com problema e muitos pais não conseguiam contato com a instituição na manhã de hoje.

Boatos

Devido ao que aconteceu em Suzano, onde dois ex-alunos mataram oito inocentes em uma escola estadual em São Paulo, vários casos de boatos de massacres em escolas têm sido atendidos pela Polícia Militar (PM). Inclusive, o número de policiais nas imediações das instituições foi aumentado.