Dois carros, um Corsa Classic e um Onix, bateram de frente no início da tarde desta quinta-feira (6), em Colombo, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC). O acidente ocorreu na rua Buenos Aires, no Jardim Monza, e deixou seis pessoas feridas, sendo duas com risco de morte. O trânsito foi fechado para o trabalho dos socorristas do Corpo de Bombeiros e da Guarda Municipal da cidade.

Local do acidente no Jardim Monza, em Colombo. Foto: Banda B

 

Segundo o tenente Alysson, do Corpo de Bombeiros, foi grande a mobilização de resgate aos feridos. “Foram acionadas três ambulâncias. Além disto, a aeronave do Siate também veio para dar atendimento a esta ocorrência”, detalhou à Banda B.

Todos os feridos foram levados a hospitais de capital e da RMC. Um dos veículos envolvido no acidente é da Prefeitura de Colombo. Não se sabe qual carro teria invadido a pista contrária.

Prefeitura

Em nota, a Prefeitura de Colombo afirma que o laudo da Polícia Militar aponta que o veículo modelo Corsa Classic se perdeu na via – invadindo a pista contrária – atingindo o veículo modelo Ônix, que transportava três servidores da Secretaria Municipal de Assistência Social. A administração municipal diz ainda que está prestando todo o auxílio aos profissionais que foram encaminhados para o hospital. Leia a nota na íntegra:

“Em resposta a esta redação, sobre o acidente na Rua Buenos Aires – no Jardim Monza, esta Prefeitura informa:

– Que no início da tarde desta quinta-feira, 6, infelizmente um grave acidente envolveu dois veículos e seis pessoas;

– Que o laudo da Polícia Militar aponta que o veículo modelo corsa classic se perdeu na via – invadindo a pista contrária – atingindo o veículo modelo Ônix, que transportava três servidores da Secretaria Municipal de Assistência Social;

– Que foram acionadas três ambulâncias do Corpo de Bombeiros e a aeronave do Siate.

– Que a Prefeitura está prestando todo o auxílio aos profissionais que foram encaminhados para leitos dos Hospitais: Cajuru e Angelina Caron e se solidariza oferecendo apoio às famílias das vítimas envolvidas;

Estado de saúde das vítimas

– Que felizmente nenhuma das vítimas correm risco de morte e recebem todos os cuidados clínicos necessários, destas renomadas instituições hospitalares, que atuam para resguardar a vida de todos.”