Um bandido armado rendeu as funcionárias da Escola Municipal Vereadora Laís Peretti, no bairro Pinheirinho, em Curitiba, e fez um arrastão, levando os aparelhos celulares delas. O crime aconteceu no início da manhã desta quinta-feira (26), no momento em as educadoras preparavam o carregamento de kits merendas para as famílias atendidas pela instituição de ensino.

Educadoras colocaram cartazes em protesto pela falta de segurança (Foto: Colaboração)

 

O bandido aproveitou o portão aberto e rendeu um rapaz que fazia o carregamento dos alimentos. Em seguida, entrou na escola e pediu por um copo de água a uma educadora, quando deu a voz de assalto. “Ele nos trancou em uma sala e pediu para que a gente entregasse o celular, caso contrário iria nos matar. Pegou os aparelhos, nos deixou trancadas e foi embora”, contou uma funcionária à Banda B, que preferiu não se identificar.

De acordo com a funcionária, já havia sido pedido reforço à Guarda Municipal (GM) por conta de outros assaltos semelhantes na região. “Tem acontecido muitos assaltos nesta entrega dos kits merendas e ninguém toma providência. Precisamos de GM, especialmente na entrada, porque o bandido possivelmente sabia que hoje o portão estaria aberto. A nossa indignação é por não sermos ouvidas, porque o bem material a gente recupera”, afirmou a educadora.

Nota da Prefeitura de Curitiba

Em relação à ação de criminosos nesta manhã na Escola Municipal Laís Peretti, no Pinheirinho, – que preparava a entrega dos kits de alimentação e pedagógicos -, a Prefeitura de Curitiba informa que equipes da Guarda Municipal atenderam a ocorrência e continuam fazendo buscas pelos suspeitos.

Também foi reforçado o efetivo da Guarda Municipal na região. Dez unidades mais vulneráveis contam com guarda fixo nas unidades do Pinheirinho. As rondas também foram intensificadas.

A população que vive perto das escolas e CMEIs pode contribuir para que as unidades educacionais estejam protegidas da ação de criminosos e de vândalos. Ao notar movimentação suspeita nas proximidades, o cidadão pode ligar para o telefone de emergência da GM, o 153. A equipe de guardas que estiver mais próximo do local será deslocada para rondas, averiguação da situação e possíveis abordagens. O apoio da comunidade é importante para que a Guarda Municipal e a polícia possam agir rapidamente.

Muralha Digital
Dentro do cronograma de implantação da Muralha Digital, que já começou, escolas municipais terão botões de pânico e câmeras com alta tecnologia para auxiliar no pronto-atendimento e na identificação de criminosos.