As agências bancárias de Curitiba e Região Metropolitana irão reabrir nesta segunda-feira (30), mas com limite de até três clientes de cada vez e número menor de funcionários. A decisão que autorizou a reabertura foi da desembargadora Ilse Marcelina Bernardi Loram, da Justiça do Trabalho, na sexta-feira (27). Ela derrubou a liminar que havia sido obtida pelo Sindicato dos Bancários, com base em decreto do governador Ratinho Junior, que não incluía a atividade como essencial durante a pandemia de coronavírus.

Foto: Reprodução EBC

Com isso, a Justiça concedeu algumas limitações para a atividade em Curitiba:

1) afastamento dos empregados do grupo de risco;

2) a limitação do trabalho presencial a 30% do contingente de cada agência, em sistema de rodízio, permitindo-se ao excedente o teletrabalho; para apuração do percentual indicado, considere-se o total de empregados de cada agência, e não apenas os habilitados ao trabalho;

3) disponibilização de luvas e álcool gel;

4) limitação da presença simultânea no interior de cada agência a no máximo três clientes, com observância do distanciamento social.

A ação foi feita pelo Banco Bradesco, mas também vale para os demais envolvidos: Banco do Brasil, Itaú, Banrisul, Safra, Santander e Caixa Econômica Federal.

Entre os principais argumentos do Bradesco para o recurso foi o pagamento de salário a aposentados e pensionistas do INSS: “Sustenta que há necessidade de atendimento presencial para diversos serviços essenciais à população, a exemplo do pagamento do salário de milhões de trabalhadores em geral e aposentados e pensionistas do INSS.”

O Sindicato dos Bancários anunciou que vai recorrer da decisão