O pagamento do Auxílio Emergencial de R$ 600 gerou fila quilométrica em agências da Caixa Econômica Federal (CEF) em Curitiba e região metropolitana, na manhã desta terça-feira (14). Entre as agências com volume maior do que o registrado diariamente, a da rua João Dembinski, no bairro Fazendinha, que atende a população dos bairros vizinhos.

 

 

Com um metro e meio de distância entre os beneficiários, a fila alcançou duas quadras, pouco antes da abertura da agência, às 10 horas. Jean Guilherme, 26 anos, disse à Banda B que a fila começou cedo. “Cheguei aqui às 9 horas e já tinha fila. Estão limitando a entrada, então conforme vão entrando, vai diminuindo a fila, tomara. Às 8h30, já tinha fila pra lá da esquina e nem aberta a agência estava”, descreveu.

Também na fila, a expectativa de Júlio Cesar Tobias, 50 anos, é receber o valor do auxílio para garantir o pagamento de algumas contas. “To esperando para ver o auxílio emergencial, mas essa fila está enorme. Já dei entrada pela internet e apontou que eu tenho direito. Preciso fazer umas comprinhas e pagar umas contas”, disse ele à Banda B.

De acordo com a CEF, são três calendários diferentes de pagamento do Auxílio Emergencial: para os beneficiários que recebem o Bolsa Família e aos inscritos no Cadastro Único que não recebem o Bolsa Família e mulheres chefes de família – já abertos à pagamento. Nesse momento, o terceiro pagamento é para quem se inscreveu para receber o Auxílio Emergencial através do aplicativo ou do site do programa.

Sobre as filas, a assessoria de imprensa da Caixa enviou a seguinte nota:

A CAIXA esclarece que não é necessária corrida às agências ou casas lotéricas para cadastramento, consulta ou saque do Auxílio Emergencial. O cadastramento pode ser realizado digitalmente pelo aplicativo CAIXA | Auxílio Emergencial e pelo site auxilio.caixa.gov.br. O acompanhamento da solicitação está disponível somente por este site e pela central telefônica exclusiva 111. É possível conferir, inclusive, se o cadastro para receber o benefício foi aprovado.

Para aqueles que forem considerados aptos a receber o auxílio emergencial, o banco está abrindo automaticamente a Poupança Digital CAIXA. Os que receberem o crédito por meio dessa conta podem, por exemplo, pagar boletos e contas de água, luz, telefone, entre outras. É possível também efetuar transferências ilimitadas entre contas da CAIXA ou realizar gratuitamente até três transferências para outros bancos a cada mês, pelos próximos 90 dias.

O acesso e a movimentação da Poupança Digital CAIXA ocorrerá pelo app CAIXA Tem, disponível nas lojas de aplicativos Google Play e App Store. Para utilizar o aplicativo, que tem fácil navegação e baixo consumo da memória do celular, basta que o usuário se cadastre utilizando o CPF. Além de movimentar a poupança digital, será possível consultar FGTS, PIS, Bolsa Família, entre outros serviços.

Saque em espécie

Na data prevista para início do saque em espécie, o cliente terá esta opção habilitada no aplicativo CAIXA Tem. Bastará informar o valor a ser retirado e será gerado um código autorizador para saque nos caixas eletrônicos e casas lotéricas.

Com o objetivo de evitar aglomerações nas agências e unidades lotéricas, o que exporia empregados, parceiros e clientes ao risco de contágio, a CAIXA escalonou o calendário de saque. Lembramos que os recursos creditados na Poupança digital podem ser utilizados através do app CAIXA Tem para pagamentos e transferências, entre outros serviços. Segue abaixo o calendário de saque em espécie da poupança digital sem cartão nos canais de autoatendimento e lotéricas:

27 de abril – nascidos em janeiro e fevereiro

28 de abril – nascidos em março e abril

29 de abril – nascidos em maio e junho

30 de abril – nascidos julho e agosto

04 de maio – nascidos em setembro e outubro

05 de maio – nascidos em novembro e dezembro

Bolsa Família

Aqueles que recebem o Bolsa Família têm avaliação de elegibilidade automática e receberão o crédito do auxílio no mesmo calendário e da mesma forma do benefício regular. Entre o Bolsa Família e o Auxílio Emergencial, será creditado o benefício de maior valor, para todos que tiverem direito.