Uma auxiliar de enfermagem, com aproximadamente 40 anos, que supostamente estaria contaminada com a Covid-19, passou mal em uma estação-tubo e precisou ser socorrida ao hospital. O caso aconteceu na tarde desta segunda-feira (14), na Praça Tiradentes, no Centro de Curitiba.

Foto: Paulo Debski/Banda B

O feirante João Paulo contou à reportagem da Banda B que foi ele quem acionou a Guarda Municipal para socorrer a mulher. De acordo com ele, a auxiliar desmaiou dentro da estação-tubo onde passa o ônibus Campo Comprido/Pinhais. “Ela desmaiou e ficou no chão. Estava com febre bastante alta”, explicou.

Ainda, segundo outra testemunha relatou, a mulher estaria com forte falta de ar no momento em que foi ao chão.

Inicialmente, não havia informações sobre o motivo de ela ter passado mal. No entanto, conforme disseram as testemunhas à Banda B, a chefe da mulher, que esteve no local, e a Guarda Municipal (GM) teriam informado que ela estaria com Covid-19.

Foto: Kainan Lucas/Pop FM Curitiba

“Ela deveria estar em casa e não na rua. Estava com mais de 40ºC de febre e estava bem mal, com falta de ar”, protestou um rapaz com quem a reportagem conversou.

A Guarda Municipal teria dito à testemunhas que a auxiliar de enfermagem possuía um termo assinado alegando que estaria infectada pelo novo coronavírus e que se comprometeria a ficar isolada.

Após a chegada de agentes da GM, o Samu foi acionado. “Ficou mais de duas horas esperando a ambulância chegar”, disse o feirante.

Foto: Paulo Debski/Banda B

João Paulo disse também que a estação-tubo continuou funcionando normalmente mesmo com a mulher caída no chão. “Passaram uns cinco ônibus no período que ela ficou passando mal ali”, disse. E indagou: “Imagina quantas pessoas foram infectadas?”

A reportagem da Banda B entrou em contato com a Urbs (Urbanização de Curitiba), que informou que a estação é de responsabilidade da Coordenação da Região Metropolitana de Curitiba (Comec) e que até a chegada da ambulância não se sabia o possível motivo do desmaio da passageira. Quando foi detectada a suspeita de Covid-19, a estação foi fechada por um fiscal do transporte de Curitiba por precaução e o local foi sanitizado.

Ainda não se sabe o porquê da mulher ter deixado o isolamento e para qual hospital foi encaminhada.