Foto:Luiz Costa/SMCS

Nesta quinta-feira (8), o Sindicato dos Motoristas e Cobradores de Ônibus de Curitiba e Região Metropolitana (Sindimoc) realizará uma Assembleia na Praça Rui Barbosa, às 15h, para aprovação de indicativo de greve geral da categoria. O transporte coletivo deve ser afetado no horário da mobilização, já que os operadores devem participar dessa reivindicação.

Durante a assembleia, pode ser que surjam novos protestos. A Assembleia é decorrente da proposta de projeto de lei enviada pelo Executivo à Câmara de Vereadores de Curitiba que pretende extinguir a profissão dos cobradores. O projeto abre espaço para implantação de bilhetagem eletrônica em todo o sistema, o que hoje não é permitido.

Por esse motivo, de acordo com o Sindimoc, os cobradores estarão presentes nessa assembleia, assim como os motoristas, tendo também a consciência de que é possível que mais tarde exerçam dupla função – o que é inviável para a segurança do transporte coletivo.

“No contexto de desemprego, com milhões de brasileiros desempregados. Com o Paraná tendo mais de 200 mil pessoas procurando emprego e outros milhares na informalidade, é inadmissível um projeto de lei que causa a demissão de 6 mil pais e mães de famílias. Isso é o equivalente a praticamente três montadoras, onde essas pessoas vão trabalhar? Não podemos admitir isso, vamos lutar até o fim para impedir que essa medida avance na Câmara Municipal”, afirmou,  presidente do sindicato, Anderson Teixeira.