A Prefeitura de Araucária publicou, nesta quinta-feira (2), decreto municipal que adota as regras de decretos estaduais com medidas restritivas para combater o novo coronavírus. Os dois decretos tratam da suspensão do funcionamento de atividades consideradas não essenciais pelo prazo de 14 dias, com possibilidade de prorrogação.

A decisão do governo do Estado pela suspensão das atividades não essenciais em toda a região metropolitana de Curitiba considerou, entre outros pontos, o alto número de casos de Covid-19 e a capacidade de oferta de leitos de UTI, além da baixa adesão dos moradores ao isolamento social (apenas 37,8% no Paraná).

Imagem: Pixabay

Para Araucária estar alinhada com as novas determinações, o decreto municipal publicado hoje revogou o decreto anterior e vários artigos de outro decreto municipal, do dia 17 de abril.

Os decretos estaduais determinam a suspensão de shoppings centers, galerias comerciais, comércio de rua, clínicas de estética, barbearias, salões de beleza e academias de ginástica e clubes. Restaurantes e lanchonetes podem atender apenas por entrega em domicílio, drive trhu (retirada do produto sem sair do carro) ou retirada no balcão.

Supermercados

Os mercados, supermercados e similares passaram a atender somente de segunda a sábado, das 7h às 21 horas. Esses estabelecimentos devem limitar o acesso do público a 30% da capacidade total de clientes (controle com entrega de senhas) e autorizar a entrada de apenas uma pessoa por família. Menores de 12 anos não estão autorizados a entrar nesses estabelecimentos.

Os serviços de conveniência em postos de combustíveis ficam abertos, mas não podem vender bebida alcoólica. O decreto estadual autorizou o funcionamento das feiras livres, que estavam na lista de atividades suspensas no decreto estadual da última terça-feira (30).

O funcionamento de parques, praças, passeios, equipamentos de musculação e outras atividades ao ar livre está proibido. Reuniões profissionais ou pessoais devem ser realizadas virtualmente. Se for realmente necessário, as reuniões presenciais devem ter, no máximo 5 cinco pessoas, e respeitar o afastamento de 2 metros entre elas bem como outros cuidados de prevenção ao Covid-19.

Transporte

Pelo decreto estadual, o transporte público deve atender prioritariamente aos funcionários dos serviços considerados essenciais e a pessoas que farão uso desse serviço. Deve ser respeitado 65% da capacidade do veículo no período das 5h às 8h e das 15h30 às 19h30 e 55% da capacidade nos demais períodos do dia.