Morreu no Hospital Cajuru Josicleia dos Santos Caneti, de 32 anos, que foi atropelada por um trem neste domingo (13), no bairro Cajuru, em Curitiba. Ela foi socorrida em estado gravíssimo, sofreu uma parada cardiorrespiratória e chegou a ser reanimada após 30 minutos de manobra por parte dos socorristas e médicos do Samu. Porém, no hospital, Josicleia acabou não resistindo.

Josicleia morreu enquanto caminhava e não ouviu o trem se aproximando – Foto: Facebook

Segundo testemunhas, ela estava caminhando pelos trilhos de costas para o trem, fazendo o uso de um fone de ouvido. “Ela estava de costas para o trem e não ouviu a buzina, que foi acionada várias vezes. A locomotiva ia do Litoral para Curitiba e acabou atingindo a mulher”, contou à Banda B.

De acordo com o tenente Queirollo, do Batalhão de Polícia de Trânsito (Bptran), nos últimos dias têm acontecido acidentes em trilhos de trem na capital, quase sempre por falta de atenção. “É preciso estar sempre atento, verificar os dois lados e lembrar sempre do perigo. É preciso ficar atento, porque tem acidentes que acabam ocorrendo. Lamentavelmente, nos últimos dias tivemos alguns acidentes seguidos”, apontou.

Nas redes sociais, amigos e familiares lamentaram a morte.

Outro lado

Nesta terça-feira (15), a família entrou em contato com a Banda B e informou que Josicleia estava sentada na linha do trem e o trem colidindo contra ela. Segundo a irmã da vítima, Claudineia dos Santos, Josicleia não estava usando fones de ouvidos.

O sepultamento ocorreu nesta segunda-feira, no Cemitério Municipal do Boqueirão.