O secretário da Casa Civil do Governo do Paraná, Guto Silva, disse em entrevista ao vivo no Programa Luiz Carlos Martins, nesta quinta-feira (16), que o pagamento dos R$ 50, referentes ao cartão ‘Comida Boa’, será feito entre esta sexta e sábado (17 e 18). Muitos beneficiários procuraram a Banda B reclamando que o dinheiro da terceira parcela não havia sido depositado nesta quarta-feira (15), conforme o anunciado.

Os R$ 50 devem ser usados, conforme o governo estadual, apenas para a compra de alimentos da cesta básica nos estabelecimentos comerciais cadastrados.

“O Programa Comida Boa foi pensado pelo governador Ratinho Júnior, no começo da pandemia, para que não falte comida nas casas das pessoas em situação de maior vulnerabilidade. Já foram pagas duas parcelas para quase todo mundo, e entre amanhã e depois de amanhã (17 e 18) deve cair o residual, ou seja, o que faltou, para muitas famílias. Recurso que vai garantir que muitas famílias, neste momento difícil, busquem seus alimentos”, disse Silva, nesta quinta-feira.

Cartão Comida Boa – Foto: Geraldo Bubniak/AEN

Silva entrou ao vivo na Banda B após o radialista e deputado Luiz Carlos Martins questionar o que estaria acontecendo em relação ao pagamento. A manifestação veio depois que ouvintes reclamaram do atraso.

“Faço compras todo dia 15, mas ligo lá e está sendo dito que não tem data disponível para carregar meu cartão. No mercado, também, me disseram a mesma coisa: “Sem data”. E eu preciso disso, porque estou com a Covid-19, isolada, mas não consigo fazer compras desse jeito”, disse a ouvinte Luciane dos Santos Lepinski.

Valdenice de Souza Ribeiro, que está desempregada, também reclamou. “Eles não avisam a nova data, aí vamos no mercado e não podemos comprar. A gente precisa. Meu marido está desempregado. No momento, eu não estou fazendo serviço nenhum e estou contando com esse dinheirinho que o governo tem liberado”, relatou.

Utilização do Cartão Comida Boa em Supermercado na cidade de Sarandi – Foto: Geraldo Bubniak/AEN

Martins buscou respostas junto ao Governo e esclareceu o atraso com o secretário Guto Silva.

“É muito importante este canal direto com o Governo até para entendermos de forma imediata o que está acontecendo. O secretário Guto Silva explicou a situação, mas garantiu que até esta sexta-feira todos os que ainda não receberam os R$ 50 terão o valor carregado no cartão”, disse Martins.

A Secretaria de Abastecimento informou que foram emitidos 1.008.514 cartões, sendo que 794.021 foram entregues. O restante, cerca de 215 mil, não chegou a ser retirado pelos beneficiários. Já foram pagas duas das três parcelas previstas.

Pessoas inscritas no Cadastro Único do governo federal e a microempreendedores que ficaram sem renda durante a pandemia tinham o direito de receber o valor.

Queda na arrecadação

O secretário também disse que, com a pandemia, houve queda na arrecadação do governo estadual. ” O olhar do governador está voltado para a Saúde, para que não faltem insumos, profissionais médicos, EPIs. Em segundo lugar, temos que olhar a questão da criminalidade, que cresce com as dificuldades financeiras, ou por causa da liberação recente do FGTS para o trabalhador, por exemplo. E também precisamos olhar para estes programas sociais, como o Comida Boa. Todas estas iniciativas do governo precisam de recursos, mas mesmo com a arrecadação em queda, devido ao fechamento de empresas, indústrias e etc. precisamos manter nosso compromisso com a população intacto. É um malabarismo.”

O governo afirmou que o programa teve um custo de R$ 100 milhões.