“Pingo”, o cachorro que Ana Paula de Oliveira, de 51 anos, trata como filho, caiu em um buraco dentro do terreno de uma residência, na rua Rio Guaporé, no Bairro Alto, em Curitiba. A queda aconteceu por volta da meia-noite deste domingo (8) e o animal foi salvo apenas na noite desta terça-feira (10), depois de mais de 40 horas do incidente.

O cabo Ednilson, do Corpo de Bombeiros, conta que várias guarnições tentaram, sem sucesso, resgatar “Pingo” que estava dentro de uma tubulação de difícil acesso. “Várias guarnições foram até lá tentar tirar o cachorro do buraco, mas não tiveram êxito. Nós retornamos para o local às 10h30 da manhã desta terça e voltamos só agora à noite para o quartel. Ali é um local meio difícil de acessar e demorou bastante até achar os acessos de todas as tubulações”, explicou o cabo.

Foi necessário uma retroescavadeira para retirar o animal de estimação de Ana Paula do buraco. “Já não aguentava mais de tanta agonia. Cada vez que ele latia, era como se estivesse pedindo socorro para mim. Os bombeiros já estavam cansados e sem almoçar, mas conversaram com o vizinho de trás, furaram e conseguiram tirar o Pingo de lá. Graças a Deus, eles não desistiram”, disse ela que tem o cachorro há cerca de 15 anos.

“Faz uns 15, 16 anos que tenho ele. Para gente é uma criança e eu cuido dele com todo o carinho. Não deixo ele ir para rua com medo que ele seja atropelado, porque ele tá cego, velhinho e sem os dentes”, afirmou a ‘mãe’ de Pingo.