A covid-19 é mais uma das superações na vida de Dona Luiza Pereira Marcondes, 91 anos. Depois de 13 dias de tratamento, nesta sexta-feira (11/12) ela recebeu alta da UPA Boqueirão, unidade que a Prefeitura de Curitiba transformou em leitos de retaguarda nesta pandemia.

Foto: SMCS

Do lado de fora da UPA, a família comemorou a recuperação da matriarca.

“Minha avó passou por tanta coisa nos últimos anos. Perdeu dois filhos no mesmo ano (2018), teve AVC (acidente vascular cerebral) e a agora a covid. Graças a Deus ela foi muito bem atendida e cuidada e agora tá indo pra casa pra gente ter um Natal mais feliz”, disse emocionado o neto Andrei Ferreira Marques.

Dona Luíza é de Colombo mas procurou atendimento na UPA Boa Vista. Chegou lá já em estado grave, onde foi diagnosticada com covid-19 e encaminhada para internamento da UPA Boqueirão.

Durante os 13 dias em que ficou internada, a equipe procurou tranquilizar a família com ligações de vídeo, fotos enviadas pelo celular e ligações para atualizar o estado de saúde dela.

“Não faltou nada para minha vó. Ela foi cuidada como se estivesse num hospital de grande porte, com muita eficiência e, principalmente com muito carinho da equipe da UPA”, disse Andrei.

Desde o dia 27 de novembro a UPA Boqueirão virou uma unidade de retaguarda exclusiva de internamento de pacientes de covid-19.

Com capacidade para 50 leitos, a unidade tem equipes multidisciplinar de médicos, enfermeiros. Com a covid, a UPA também recebeu fisioterapeutas e assistentes sociais.

“Os assistentes sociais fazem a ponte entre os pacientes e as famílias, um trabalho muito importante”, explicou Aline Pizzolato, gestora da UPA Boqueirão.

A UPA conta com respiradores, monitores cardíacos e teve a rede de oxigênio ampliada para essa fase da pandemia.

Mais 14 leitos de UTI

Nesta sexta-feira (11/12) a Secretaria Municipal da Saúde de Curitiba começou a ativação de mais 14 leitos de UTI exclusivos para covid-19.

Dez desses novos leitos já estão com pacientes, oito deles no Hospital Victor Ferreira do Amaral e dois no Hospital do Idoso, que até terça-feira (15/11) contará com mais quatro leitos de UTI.

Com isso, a cidade chegará a 372 leitos de UTI do SUS curitibano exclusivos para covid-19 e 532 leitos de enfermaria. Desse total, 185 abertos nos últimos 15 dias.