O proprietário da rede de supermercados Rio Verde, Dionei da Silva, de 54 anos, morreu vítima de complicações da Covid-19 nesta terça-feira (12). Ele estava internado desde o dia 5 de dezembro, no Hospital Nossa Senhora das Graças, em Curitiba.

A rede Rio Verde confirmou a notícia e lamentou o falecimento em nota publicada nas redes sociais. “Gostaríamos de agradecer profundamente a todos que estiveram conosco durante esta dura batalha e pedir que em suas orações peçam a Deus para que o tenha perto de si e que cuide de todos os enfermos para que tão logo estejamos livres desta terrível doença que nos aflige”, diz o comunicado.

Foto: Reprodução

Em mensagem enviada à Banda B, um ex-funcionário do empresário disse que ele era um exemplo de humildade e empreendedorismo. “Eu trabalhei ali por mais de 15 anos e sai para abrir meu próprio comércio, há 4 anos. Mas minha irmã, meu cunhado e outros familiares continuam lá. O Dionei sempre administrou sua rede tendo contato pessoal com os funcionários e para mim foi um exemplo de ser humano, humilde e bondoso”, disse ele, que faz parte da família Olifirenko.

O velório acontecerá nesta quarta-feira (13), a partir das 9h, no Parque das Araucárias. O sepultamento está marcado para as 13h30, no Cemitério São Gabriel, em Colombo, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC).

Grupo Rio Verde

O Grupo Rio Verde foi fundado em Colombo (RMC), no ano de 1971, pelos pais de Dionei, que atualmente ocupava o cargo de presidente do conglomerado.

A rede possui 11 lojas dos supermercados Rio Verde em bairros de Colombo, Campo Largo e Curitiba. O Harger Atacadista também é de propriedade do grupo.