Amigos e familiares de Yohana Gabrielly Fernandes Pereira se reuniram nesta terça-feira (5) e paralisaram o trânsito em um trecho da Rodovia da Uva, em Colombo, na Região Metropolitana de Curitiba. Com gritos e uma faixa pedindo por justiça, os manifestantes protestaram pela morte da menina, de apenas cinco anos, atropelada por um carro na respectiva rodovia na noite do último sábado (2).

Foto: Colaboração

Edna Aparecida da Silva, tia de Yohana, estava na manifestação e reivindicou mais sinalização no local. “Fizemos esse protesto porque queremos mais sinalização na rodovia. Nós perdemos nossa pequena e não queremos que mais famílias passem por isso. Se tivesse um radar, uma câmera, uma passarela, não estaríamos passando por isso agora”, disse Edna.

A Delegacia de Polícia de Colombo já identificou o veículo que atropelou e matou Yohana. Em entrevista à Banda B, nesta segunda-feira (4), o delegado Irineu Portes revelou que o carro envolvido no acidente é um VW Jetta cinza ou prata, que estaria com as luzes apagadas e em alta velocidade no momento do atropelamento.

Por meio do carro, a Polícia Civil pretende encontrar o motorista, que segue sendo procurado. Ele fugiu sem prestar socorro à garota.

 

Morte

Segundo a Polícia Civil, a vítima atravessava a rua com a mãe e dois irmãos, que estavam em um carrinho, além de uma amiga da família. No momento em que estavam na rodovia, o carrinho teria enroscado, momento em que a vítima teria tentado terminar de atravessar a via, sendo atingida em alta velocidade pelo carro.

Yohana morreu atropelada – Arquivo pessoal

A pequena Yohana chegou a ser transportada para o pronto-socorro do Hospital Cajuru, mas não resistiu.