Com a preocupação cada vez mais presente em torno da sustentabilidade, a bicicleta passou a ser uma alternativa econômica e eficaz para o trânsito das grandes cidades. E é com base nisso, que se tornou impossível para o Poder Público pensar em planos de mobilidade urbana sem contemplar ciclovias e ciclofaixas. Mas é também em meio a essa realidade, que não podemos descartar o atual momento e os índices ainda altos das cidades que acabam tendo como vítimas os ciclistas.

Ações da Setran e Guarda Municipal são realizadas ao longo de todo o ano (Foto: SMCS)

Em Curitiba, desde o início do ano, a Prefeitura tem realizado uma série de ações que visam mostrar para motoristas a importância de respeitar os ciclistas, que são mais vulneráveis em possíveis colisões. Do mesmo modo, os ciclistas são orientados que também possuem deveres, especialmente em relação aos pedestres.

Coordenador de projetos da Escola Pública de Trânsito (EPTran) de Curitiba, Caçan Jurê Cordeiro Silvânio explica que as ações para o ciclista são sempre pensadas a partir da ideia de reforçar o respeito ao próximo. “O trânsito é um grande sistema e que depende de um processo empático, fazendo com que pessoas se coloquem umas no lugar das outras. O problema que a gente percebe é que as pessoas mudam muito o comportamento quando trocam de modal, sendo que deveriam entender o que se passa com o outro. Com o respeito é que passamos a ter um trânsito mais democrático e harmonioso”, explica.

Eficiência

A bicicleta como modal é objeto de estudos na Universidade Federal do Paraná (UFPR) há pelo menos vinte anos, principalmente pelo programa multidisciplinar Ciclovida. Além de propor soluções para a mobilidade, o projeto todos os anos realiza desafios que visam mostrar a eficiência da bicicleta como meio de transporte.

José Carlos Belotto é coordenador do Ciclovida e relata que um desafio anual tem mostrado a importância da bicicleta. “O meio de transporte não pode ser bom apenas para quem está usando, mas também para a sociedade. O tempo da bicicleta é bem competitivo em horários de pico e acaba trazendo uma série de vantagens, como a economia, a realização da atividade física, a não emissão de poluentes e ruídos, além de desgastar menos o sistema viário”, comenta.

Cuidados

Entre os principais erros cometidos por ciclistas e identificados pela Secretaria de Trânsito de Curitiba (Setran) está a circulação nas canaletas de ônibus, o que inevitavelmente se torna um dos focos das ações. Cordeiro reforça a que um acidente nessas condições tem grandes chances de se tornar fatal. “É importante que os ciclistas utilizem o espaço que é destinado a eles e não se exponham a risco. Nas canaletas, por exemplo, as bicicletas competem com veículos de muito maior porte e os acidentes tendem a ser fatais, por razões óbvias”, diz.

Ciclista deve buscar sempre o lugar adequado de tráfego (Foto: SMCS)

Segundo a Prefeitura de Curitiba, as canaletas foram concebidas para segurança e dinamismo do transporte coletivo nos eixos estruturais da cidade. Já o ciclista é um modal de circulação individual e deve utilizar ciclovia, ciclofaixa ou compartilhar a rua com os demais veículos.

Belotto lembra ainda da necessidade de respeitar todas as regras de trânsito. “É importante não andar na contramão, procurar equipamentos de segurança, que o ciclista sinalize com a mão as ações e a verificação de caminhos mais favoráveis a ele”, conclui.

Malha de Curitiba

Em novembro, a Prefeitura instituiu no Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (Ippuc), o Plano de Estrutura Cicloviária, que estabelece metas para dobrar a malha de vias para bicicletas na cidade até 2025. A malha hoje é de 208km e a intenção é chegar a 408km.

O Plano de Estrutura Cicloviária prevê um sistema integrado por laços de conexão, favorecendo à intermodalidade ou multimodalidade de transporte, principalmente com o transporte coletivo.

* A reportagem faz parte da campanha ‘Na Direção Certa’ Banda B, com apoio da Prefeitura de Curitiba. Na Rádio Banda B, está sendo exibida uma série de dicas para tornar o trânsito melhor e mais seguro.