A curitibana Inês Nowcki Gomes foi a escolhida pela Curia da Igreja Católica brasileira para escrever a carta ao Papa Francisco sobre os 300 anos de Nossa Senhora de Aparecida, em 2018. “Foi a minha maior emoção, porque recebi a foto do Papa com uma expressão de alegria, talvez por saber que aqui no Brasil ainda escrevemos em bico de pena”, disse a restauradora de artes, que mantém viva e ensina a caligrafia em um atelier no bairro Jardim Social, em Curitiba.

 

Entre letras e frases escritas de forma diferenciada, Inês dá cursos no atelier. “Não deixem a letra desaparecer da alma. Escreva, porque ela está dentro de você”, afirmou Inês, destacando que recebe alunos para que melhorem a escrita. “O principal foco é a reconstrução nova de uma digital para quem não consegue escrever ou não tem uma boa legibilidade. Muitas pessoas que querem fazer um concurso público ou um vestibular me procuram para melhorar a escrita”, descreveu.

Além desta orientação, a calígrafa ensina a arte da escrita em bico de pena e também artística para convites de casamento ou aniversários. “É a arte de você escrever nomes com uma letra diferente, para deixar uma marca na escrita, já que é uma lembrança para sempre. É isso que buscamos nesta arte”, disse Inês.

Carta ao Papa

Inês trabalha há 20 anos com caligrafia (Foto: Arquivo Pessoal)

Sobre a carta escrita a mão ao Papa Francisco, Inês salientou que foi o momento mais especial da carreira de 20 anos. “Essa escolha pela Curia foi o mais emocionante até hoje. Fizemos em vários tipos de letra e a minha maior emoção foi que recebi a foto do Papa com essa expressão de alegria. É essa emoção que eu gosto de passar pela escrita”, disse.

Era digital

A profissional se mostra preocupada com o fato de, a cada dia, as pessoas escreverem menos e ficarem mais dependentes das tecnologias. “O uso do computador, com escrita abreviada, faz com que se perca a qualidade da escrita. As pessoas precisam voltar a escrever os bilhetes e também usar esta parte do cérebro, para que não fique estagnada”, concluiu.

Se quiser saber mais sobre o trabalho de Inês o telefone é o 3353-2093.