Boas escolhas alimentares resultam em muitos benefícios, agora pensa em algo que além de delicioso, ainda pode contribuir com a saúde. Tem de vários sabores, tipos, intensidades e pode ser um aliado, sem criar guerra com a balança, mas para isso precisa fazer uma escolha inteligente. Sem mais delongas, afinal o chocolate dispensa apresentações.

Entre as opções como ao leite, branco, diet, light, de soja, zero lactose, de alfarroba, amargo, meio amargo, vamos destacar os que possuem maior teor de cacau, e se consumidos com moderação, são mais indicados pelas propriedades que oferecem à saúde. O chocolate possui nutrientes como potássio, cálcio, magnésio, vitaminas A, do complexo B, D e E. Também é rico em antioxidantes como os polifenóis.

Segundo a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa): “chocolate é o produto obtido a partir da mistura de derivados de cacau (Theobroma cacao L.), massa (ou pasta ou liquor) de cacau, cacau em pó e ou manteiga de cacau, com outros ingredientes, contendo, no mínimo, 25% (100g) de sólidos totais de cacau. O produto pode apresentar recheio, cobertura, formato e consistência variados”.

Para quem procura manter um plano alimentar saudável a dica é incluir o chocolate com teor de cacau acima de 60%.  Confira alguns benefícios que os chocolates com alto teor de cacau podem proporcionar:

  • Bem-estar: o chocolate com teor de cacau elevado possui substâncias que estimulam a produção de serotonina, dopamina e endorfina, que são relacionados a felicidade, melhora do humor, sensação de prazer e emoções positivas;
  • Relaxante: o chocolate também tem o poder de reduzir o cortisol que é o hormônio que também está ligado ao estresse; aumento da pressão e da inflamação;
  • Glicemia: uma pequena quantidade consumida diariamente pode atuar no controle da glicemia, pois diminui a resistência à insulina e a produção do hormônio grelina, que aumenta o apetite;
  • Emagrecimento: o processo de emagrecimento é favorecido com o consumo moderado de chocolate amargo; os ácidos fenólicos são que substâncias interferem no hormônio da saciedade (leptina); além de inibir o estoque de gordura, e quanto maior o teor de cacau, melhor será os efeitos no organismo;
  • Fonte de energia: estudos relatam melhor desempenho nos treinos, basta um quadradinho do meio amargo para garantir energia extra nos treinos; além de reduzir a fadiga;
  • Antioxidante: pode contribuir no combate aos radicais livres que prejudicam todo o organismo e provocam o envelhecimento das células, então podemos dizer que ainda é rejuvenescedor;
  • Memória: os flavonoides do chocolate com alto teor de cacau favorece a função cognitiva, melhora a memória, concentração e fluxo sanguíneo cerebral.

Importante sempre conciliar a ingestão de forma moderado e manter hábitos saudáveis como alimentação equilibrada, hidratação, atividade física e boas noites de sono.