Sempre falamos sobre Segurança, mas na realidade o que aflige a população é a INSEGURANÇA, e o por que ela vem aumentando?

Quando perguntamos isso, a resposta sempre é a mesma.

Falta policiamento!

Eu como já fui Comandante do CPC (Comandante do Policiamento da Capital) que na época era responsável pelo policiamento de Curitiba e de toda a Região Metropolitana, tenho que discordar.

A quantidade de Policiais, em particular os da Polícia Militar são em número mais que suficiente. Aí sei que vão me perguntar, PORQUE ENTÃO NÃO PRENDEM OS MARGINAIS?

A PM sabe quem são os marginais, onde atuam, e já os prenderam muitas e muitas vezes.

A questão infelizmente não é prender, mas sim os marginais ficarem presos.

Infelizmente nos últimos anos, foi se desenvolvendo uma legislação que visou beneficiar os marginais em prejuízo da segurança da população. Onde o marginal sempre foi tratado como vítima da sociedade, quando na realidade é o cidadão de bem que é a vítima, ou seja, houve uma inversão de valores

Bandido é bandido, e não é por ser pobre, pois temos bandidos pobres e bandidos ricos, ou seja, não é a situação financeira que faz alguém entrar para o mundo do crime, mas sim a sua índole.

E quando os órgãos de segurança anunciam na imprensa com toda a pompa que a criminalidade está sob controle e diminuindo; É MENTIRA, pois é só conversar com qualquer cidadão e perguntar se ele conhece alguém que já foi vítima de um crime e a resposta será sim, que conhece ou que ele mesmo já foi vítima.

Mas porque na estatística da Secretaria de Segurança os índices estão até caindo em alguns crimes?

Porque a população não faz todos os Boletins de Ocorrência quando são vítimas, e os que fazem em sua grande maioria é porque precisam comprovar para a empresa ou por questões de seguro, e por saberem que os bandidos não serão presos e se o forem, em pouco tempo estarão soltos, e que eles sim (as vítimas) terão que faltar ao serviço para ir várias vezes à Delegacia e depois no Judiciário prestar depoimentos, serão ( as vítimas) duplamente penalizados, pelo crime e pelo transtorno pós crime.

E me contradigam se puderem, mas enquanto ficar essa legislação “passando a mão na cabeça dos bandidos”, podem triplicar o número de policiais na rua que não vai mudar muita coisa, a não ser diminuir o número de bandidos que tentarem enfrentar a PM.

A mudança está nas mãos de cada eleitor, na hora de escolher seu representante, agora os vereadores e prefeitos, e na próxima os deputados estaduais e federais, senadores, governadores e presidente, onde todos devem analisar quem está trabalhando e quem só está se aproveitando do cargo para ganhar dinheiro e fazer acertos, escolher, votar e depois cobrar honestidade, seriedade e compromisso com o povo.

Para dúvidas e sugestões, encaminhe e-mail para [email protected]

 

*Este texto não reflete, necessariamente, a opinião da Banda B.