Todos viram a notícia do Sargento da Aeronáutica que fazia parte da equipe de apoio da comitiva presidência e foi preso na Espanha com 39 quilos de cocaína.

A notícia causa surpresa por ser alguém das Forças Armadas e ter usado uma estrutura federal para efetuar o tráfico, mas isso não é algo raro.

O tráfico está infiltrado em todas as camadas da sociedade, e infelizmente quem sempre aparece na grande maioria dos casos, são os “mulas”, que são pessoas contratadas pelos traficantes para levarem suas drogas até o destino, e geralmente pagando muito pouco pelo risco que as pessoas correm para efetuar esse transporte.

Mulher presa transportando drogas – Divulgação Polícia

 

Pessoas pobres e muitas vezes desesperadas por problemas financeiros são “presas fáceis” e aceitam fazer o transporte das drogas.

São responsáveis pelo transporte no território brasileiro e para outros países.

No território nacional, se for cocaína, levam a droga enrolada no corpo, em malas de viagem, por serem menores os volumes.

Se for maconha, levam em caminhões ou carros, pois o volume é bem maior.

Nas viagens internacionais é muito comum se transformarem em” bombas humanas”, pois engolem a droga embaladas em “camisinhas” e para não serem pegos pelo raio x, os traficantes antes de colocarem a droga nas camisinhas, as enrolam em papel carbono.

São “Bombas humanas”, pois se uma das “camisinhas” se romper a pessoa certamente irá morrer por “over dose” da droga que carrega.

A grande maioria das mulas são mulheres, e é muito comum os traficantes usarem uma das mulas como isca, ou seja, por exemplo, mandam 20 “mulas” com drogas, e escolhem uma e lhe dão uma pequena quantidade de droga, e a denunciam para a polícia, que a prende, e dessa forma, enquanto a polícia faz a prisão da “mula” denunciada, as demais “mulas” passam tranquilamente, pois os policiais estão ocupados e não tem como continuar a fiscalização.

E a “mula” que foi presa, não irá denunciar quem a contratou, pois caso o faça irá sofrer represálias, e sua família irá estar em risco.

E dessa forma a polícia está sempre prendendo as pessoas que fazem o tráfico de forma pequena, conhecido como tráfico formiguinha, e os grandes “barões” do tráfico continuam em suas vidas de luxo sem se expor.

As drogas, matam, destroem vidas e famílias.

Denunciem o tráfico através do telefone 181.

E nunca esqueçam, PREVENIR é sempre o melhor remédio, e para sugestões de matérias ou dúvidas, encaminhem e-mail para [email protected]