(Foto: Divulgação)

O Brasil e os brasileiros estão no limite da tolerância com relação a ação indiscriminada dos marginais.

Não temos mais como aceitar marginais circulando livremente com armamentos à mostra e atacando o cidadão indefeso, e sem poder de reação.

A polícia está de “mãos amarradas”, pois ao prender os marginais tem consciência de que logo estarão novamente soltos para continuarem a cometer seus crimes.

A proposta do novo Presidente, apesar de muitos a acharem extrema, infelizmente para situações extremas se requer ações extremas. Ela se faz necessário, ou seja, eliminar quem estiver ostensivamente com fuzis ou armamento considerado nocivo à sociedade.

Tenho certeza, que tão logo alguns marginais sejam abatidos, os demais irão começar a pensar antes de saírem as ruas com a mesma ostensividade bélica para assaltar ou matar inocentes.

Isso nos faz refletir sobre a importância de uma polícia “forte” para a sociedade como um todo. É comum vermos uma boa parte da população reclamando da ação das polícias em todos os Estados, mas como se percebe com o que está ocorrendo, a situação torna-se caótica sem a presença do policiamento.

Infelizmente o ser humano necessita de uma estrutura de controle para poder viver em sociedade, pois não adianta ter a grande maioria ordeira e honesta, se uma minoria, que tenha em seu íntimo a disposição de cometer crimes, mas que refreia seus instintos por saber que a polícia pode aparecer a qualquer momento com uma atuação forte e imediata.

Mas se não houver a polícia para lhes colocar “freios”, irá ocorrer o que está acontecendo, marginais sem medo da polícia.

Outra avaliação que temos que fazer, é sobre o que a população espera da polícia e o que essa mesma população faz para que a polícia possa trabalhar e produzir melhores resultados, que ao final venha a melhorar a qualidade de vida de todos. Nossa legislação, como sempre cito em minhas colunas é muito mais direcionada para manter o marginal livre na rua e não gerar custos para Estado, deixando para o cidadão que paga seus impostos, que o mesmo arque com os problemas de verem ladrões, assassinos e delinquentes entrando e saindo das delegacias após cometerem seus crimes, amparados pela impunidade que nossa lei lhes proporciona, enquanto a população a cada dia se tranca mais dentro de suas casas.

Por isso devemos sempre cobrar de nossos representantes legais uma boa estrutura, não só para a segurança pública, mas também para a educação e para a saúde, pois são essas três estruturas, que se forem bem organizadas, preparadas, capacitadas, devidamente reconhecidas e valorizadas, farão com que tenhamos uma vida tranquila e segura, por isso temos que apoiar quem
pretende nos defender.

E nunca esqueçam, prevenir é sempre o melhor remédio, e para ver outras matérias, acesse www.coronelcosta.com.br.