O tempo passa, mas nada muda, o cidadão de bem continua a cada dia com mais medo da violência e refém do medo de ser assaltado ou até mesmo ser morto por marginais.

Ao sair e voltarem para suas casas, casa muitas pessoas se sentem inseguras, pois são nesses momentos que os marginais costumam agir.

E o pior é que não se vê uma luz “no final do túnel”, pois as notícias das prisões dos marginais não são nada boas, já que se notícia todos os dias, crimes sendo cometidos por criminosos reincidentes.

E o mais prático é sempre colocar a culpa na polícia, mas ninguém cobra dos verdadeiros responsáveis que são os que gerenciam não só a segurança, mas os que comandam o País, os Estados e os Municípios.

E os que fazem as leis, que são nossos Deputados Federais e nossos Senadores, passam incólumes das críticas.

Por isso, que nessa fase, onde os candidatos vêm até os eleitores para pedirem seus votos, é fundamental analisar os que estão procurando a reeleição e ver o que fizeram e para aqueles que estão querendo se eleger, também analisar suas propostas, para depois poderem cobrar as promessas de campanha.

Somente com uma legislação mais séria, e com representantes envolvidos com propostas e posturas coerentes e firmes, poderemos começar a mudar essa realidade, e também temos que ter a consciência de que nada será mudado do dia para a noite, será um trabalho de médio para longo prazo.

Eu como integrante da área de segurança, tenho uma posição clara de que não é apenas com aumento de efetivo das polícias que iremos melhorar a segurança, mas sim com uma polícia mais eficiente principalmente na apuração dos crimes, com uma criminalística de alta qualidade, onde ao chegarem em uma cena de crime terem condições de coletar materialidade para identificar e materializar provas para que os responsáveis possam ir a julgamento e serem

condenados e responderem pelos seus crimes, e não continuarmos como hoje, vendo a grande maioria sendo absolvida por falta de provas.

Uma medida que deveria ser adotada por todos os candidatos deveria ser um projeto para identificação por DNA, e aí com certeza iriamos diminuir essas absolvições, que apesar de todos saberem quem cometeu o crime, no final saem da cadeia rindo de suas vítimas. A implantação de um sistema para identificar através do DNA todos os criminosos presos e indiciados, é a melhor solução, pois a estatística diz que 80 porcento dos crimes são realizados pelos mesmos criminosos.

Por isso nunca esqueça, PREVENIR é sempre o melhor remédio e votem certo e com consciência.