O fim do ano está chegando e com certeza é um ano que ninguém quer que se repita, mas para que possamos terminar o ano bem e em segurança não esqueçam de tomar alguns cuidados:

Usem a tecnologia para aumentar sua segurança, evitando sacar e carregar dinheiro em espécie. Deem preferencia para efetuar os pagamentos com cartão de crédito ou de débito.

Pois os marginais com certeza irão estar agindo livremente, diferente da população que está confinada, eles estão livres e soltos para atacar.

Se forem sacar dinheiro no caixa eletrônico procurem sacar só o necessário, e sempre tomem cuidado olhando ao redor par ver se não há ninguém suspeito, e se houver procure um funcionário do banco ou vá no caixa para sacar seu dinheiro.

Nunca anotem a senha do cartão no cartão e se precisar de ajuda solicite para um funcionário do banco que esteja identificado por crachá ou uniforme do banco, e nunca peça ou aceite ajuda de estranhos.

Ao chegar ou sair de casa de carro tomem cuidado, e antes de entrar na garagem observem se não há ninguém estranho parado nas proximidades.

Se houver, de uma volta na quadra e ligue para alguém na casa e peça para observar, e se não houver e ao dar voltar para sua rua, se continuar se sentindo preocupado/a, ligue para o 190 e solicite a presença da Polícia Militar, e se for um carro anote a placa e ao ligar informe, pois assim já verão se o veículo que achou suspeito é ou não roubado.

E sempre parem o carro na rua enquanto o portão está abrindo, pois se pararem de frente para o portão e um marginal o abordar, não terá como se evadir, pois teria que dar uma ré no carro para tentar sair do local, porém, se estiver na rua e perceber uma movimentação estranha em sua direção é só acelerar e ir embora.

Em época de crise, é interessante reforçarem a segurança de seu patrimônio e se possível façam seguro contra roubo em seu imóvel, pois assim caso tenham esse infortúnio, pelo menos os prejuízos materiais serão sanados.

E PREVENIR é sempre o melhor remédio.

Para sugestões sou dúvidas, encaminhem seus e-mails para [email protected]

 

*Este texto não reflete, necessariamente, a opinião da Banda B.