A pandemia causou muitos prejuízos aos comerciantes, que tiveram seus estabelecimentos fechados por decretos dos Prefeitos e/ou Governadores.

Não bastassem ficarem proibidos de trabalhar, de ter de arcar com os custos e contas que nunca param de chegar, muitos ainda sofreram prejuízos adicionais, com arrombamentos.

A diminuição de circulação de pessoas, principalmente no período noturno, onde praticamente toda a população,  para se protegerem e até por nem terem onde ir, já que tudo estava e ainda está fechado, e o que abre, no máximo às 22h fecham, criaram “oportunidades” para os marginais, vagabundos e delinquentes, que se aproveitam da falta de movimento para arrombar estabelecimentos comerciais e praticarem suas ações criminosas.

A Polícia Militar está nas ruas, mas para pegar esses vagabundos em flagrante é como achar uma agulha no palheiro, pois sempre um deles ficam à espreita cuidando do movimento enquanto os demais fazem o arrombamento.

Infelizmente a grande maioria dos casos é de crimes sem solução, onde o proprietário arca com todos os prejuízos, sem esperança de recuperar o que lhe foi roubado.

Recentemente tivemos o caso de um proprietário de pizzaria que teve todos os seus equipamentos roubados, o que, como ele mesmo declarou, se já estava com o movimento ruim, mal dando para arcar com os custos; com o roubo, os ladrões declararam sua falência e a demissão dos funcionários.

E com a pandemia, nem a Polícia Civil que é a responsável pela investigação, três dias depois do arrombamento, não tinha nem ido até o local, e como todos sabem, após 48 horas é praticamente impossível localizar e recuperar os objetos, pois já foram repassados a terceiros e como são equipamentos difíceis de se identificar, “somem” e como disse, o proprietário ficou no prejuízo, não só ele, mas os funcionários que serão demitidos e todos os familiares que dependiam daquela fonte de renda.

Por isso sempre repito, a mudança está nas mãos de cada um, ao escolher seu representante nas eleições, e nunca trocar seu voto por benefícios, que só recebe em época e nas vésperas das eleições, mas que depois passa os próximos 4 anos, sofrendo com o resultado de sua escolha “comprada”. E aí nem tem para quem ou do que reclamar pois “recebeu pelo voto”!

Por isso se quer uma segurança melhor, escolha melhor seu representante para cobrar mudanças que realmente acabem com a impunidade dos marginais e libertem a sociedade para terem uma vida decente e em paz.

Para dúvidas e sugestões, mandem e-mail para [email protected]

 

*Este texto não reflete, necessariamente, a opinião da Banda B.