Imagem ilustrativa

Como é de conhecimento de todos, Janeiro é um mês de muita chuva. Seja chuva de verão, pancadas ou tempestades. No entanto, este Janeiro tem sido bem preocupante em virtude de que até aqui choveu em média no país 50% do esperado para o mês.

Muitos reclamam do custo da água. Concordo, no entanto tenho uma posição de que ainda não pagamos pela água, apenas pelo direito de uso. Na realidade, iremos pagar caro pela irresponsabilidade, falta de cuidado e preservação da água. Sem atitude, mudança de comportamento e redução no consumo da água, por vezes teremos problema.

Nosso desafio é além de torcer para o aumento das chuvas, o que elevariam os reservatórios, bem como uma ação conjunta de redução e reeducação do uso da água. E certamente a reutilização da água através de cisternas, reuso, tecnologia e modelos aplicados que possibilitam reduzir o consumo.

Nosso desafio e objetivo neste espaço, é de conscientizar e promover o cuidado, o zelo para com um bem tão precioso e de extrema necessidade como a água. Um brinde à água?

*Evandro Razzoto  é coordenador de Ciência e Tecnologia da SETI – Secretaria da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior Governo do Estado do Paraná. Professor da UTFPR (Universidade Tecnológica Federal do Paraná), consultor e palestrante ambiental. Além disso, escreveu o livro Eco Sustentabilidade: Dicas para tornar você e sua empresa sustentável, em que fala principalmente sobre como conciliar os três pilares da sustentabilidade (crescimento econômico, responsabilidade social e preservação ambiental) na gestão e marketing das empresas