Imagem ilustrativa

Reduzir o consumo é a grande dificuldade de tudo e todos. É difícil demais reduzir os custos com as finanças pessoais, com o consumo de água, energia e insumos das empresas e residências. É difícil demais reduzir o desperdício, o tempo e os processos.  Não é de hoje que há uma busca constante em reduzir. O que podemos fazer a respeito? Existe receita?

Com os custos cada vez mais alto, a competitividade, a escassez, a importância de preservar a natureza e de manter o equilíbrio entre o ser humano e a natureza, se faz necessário repensar, reutilizar, reciclar e obviamente reduzir o consumo. Isto se aplica nas residências e também nas empresas. Muitas são as possibilidades que temos não apenas com conhecimento, novas tecnologias, a inovação, os processos e os estudos em diversas áreas afins.

Reutilizar a água, substituir as lâmpadas, utilizar redutores de consumo de água, produtos com alta tecnologia que reduzem o consumo de água e energias, dentre outros. Mas é preciso mudar a mente, é preciso repensar as ações e é preciso utilizar os mecanismos e processos que ajudam neste processo.

Repense e reduza já. Não há um Planeta que aguente tanta ingerência de moradores tão inertes e irresponsáveis. Sejamos a mudança que o mundo tanto precisa. Com pequenos gestos, atitudes e mudanças de comportamento que conseguimos melhorar a qualidade de vida de nosso Planeta.

*Evandro Razzoto  é coordenador de Ciência e Tecnologia da SETI – Secretaria da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior Governo do Estado do Paraná. Professor da UTFPR (Universidade Tecnológica Federal do Paraná), consultor e palestrante ambiental. Além disso, escreveu o livro Eco Sustentabilidade: Dicas para tornar você e sua empresa sustentável, em que fala principalmente sobre como conciliar os três pilares da sustentabilidade (crescimento econômico, responsabilidade social e preservação ambiental) na gestão e marketing das empresas