O ar que respiramos, em especial nos grandes centros tem sido um fator muito preocupante. Aquilo que parece inofensivo tem um impacto gigantesco na saúde das pessoas. Há uma preocupação enorme em relação ao que isto causará nas próximas gerações.
Foto EBC

O monóxido de carbono que sai dos escapamentos dos veículos, trará problemas drásticos a saúde das pessoas. Estima-se que mais de 60% das pessoas terão problemas graves de saúde nos próximos 20 anos. Em especial problemas respiratórios em consequência da poluição. Estes dados são alarmantes. O pior, é que não há informação, não há conhecimento e muito menos orientação as pessoas sobre as dicas do que pode ajudar neste processo.

Evitar de colocar no carro o modo de entrada de ventilação direta de fora pra dentro, evitar exposição demais com vidros abertos, em especial quando exposto e próximos a motos, caminhões e ônibus. Bem como se hidratar e consultar periodicamente o médico para que tal dano possa ser evitado.
Não há como ser feliz, ter uma vida equilibrada e sustentável sem ter saúde. Meu desejo de que todos tenhamos uma vida longa e que sempre possamos buscar a sustentabilidade.
*Evandro Razzoto  é coordenador de Ciência e Tecnologia da SETI – Secretaria da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior Governo do Estado do Paraná. Professor da UTFPR (Universidade Tecnológica Federal do Paraná), consultor e palestrante ambiental. Além disso, escreveu o livro Eco Sustentabilidade: Dicas para tornar você e sua empresa sustentável, em que fala principalmente sobre como conciliar os três pilares da sustentabilidade (crescimento econômico, responsabilidade social e preservação ambiental) na gestão e marketing das empresas