Reprodução

A produção de lixo cresce a cada dia. Em virtude do desenvolvimento de novos produtos e serviços, a utilização de produtos cada vez mais descartáveis tem gerado um montante de resíduos e lixo cada vez maiores.  Afinal, o que devemos fazer a respeito do lixo? Como descartar de forma correta? Que caos pode gerar a população?

A produção de lixo aumenta e isto é praticamente inevitável. No entanto, algumas medidas podem reduzir o impacto ambiental causado pelo mesmo. Dar destino correto ao luxo, separar o lixo orgânico do reciclável já ajuda muito. No entanto, com o uso de novas tecnologias inovativas, podemos reciclar de forma mais eficiente.

O lixo descartado nos lixões, no mar e nos rios sem dúvida causam um dano incalculável a natureza. Portanto, é preciso repensar a política pública, bem como a cultura das pessoas e as nossas atitudes enquanto cidadãos para que de forma unificada possamos reduzir o impacto causado.

A natureza agradece, sem contar que as enchentes são reduzidas, a biodiversidade também e preservamos o nosso planeta para as gerações futuras. Meu desejo de que possamos nas empresas, em nossos lares e em áreas comuns possamos cuidar do bem mais precioso que temos. Nossa saúde agradece, a natureza se mantém e assim podemos ter rios e córregos preservados, bem como mares e a floresta.

*Evandro Razzoto  é coordenador de Ciência e Tecnologia da SETI – Secretaria da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior Governo do Estado do Paraná. Professor da UTFPR (Universidade Tecnológica Federal do Paraná), consultor e palestrante ambiental. Além disso, escreveu o livro Eco Sustentabilidade: Dicas para tornar você e sua empresa sustentável, em que fala principalmente sobre como conciliar os três pilares da sustentabilidade (crescimento econômico, responsabilidade social e preservação ambiental) na gestão e marketing das empresas