Nunca se produziu tanto lixo, nunca se consumiu tanto, nunca antes vimos tanto desperdício. Vivemos em um mundo do imediatismo, do descontrole e da falta de equilíbrio. E com isto tanto lixo produzido, tanto lixo armazenado e em algum momento jogamos riqueza, cultura, história e vida.

Gostaria aqui de falar sobre a importância do destino coreto do lixo, do reaproveitamento de comida, do destino adequado, da reutilização e reaproveitamento do mesmo. Estudos afirmam que pelo menos 50% do lixo jogado fora é feito de forma incorreta. É preciso ensinar, aprender e ter consciência neste processo.

Imagem ilustrativa

Muitas vezes livros preciosos, equipamentos antigos que são raridade, fotografias e tantas outras riquezas são jogadas fora. Uma nação sem memória, que não valoriza sua cultura, não cresce,não se respeita e não é coerente com aquilo que tem em sua família, memória e afins. É preciso buscar o equilíbrio nas coisas, entre o que guardar e o que é acúmulo de coisas desnecessárias.

Mas o foco aqui é buscar uma reflexão contigo afim e que possamos ser conscientes e equilibrados no que diz respeito ao lixo. Preservar o Planeta, a biodiversidade em busca do desenvolvimento sustentável nos levará a uma vida melhor de forma eficiente e feliz. Uma feliz e abençoada semana sustentável a todos.

*Evandro Razzoto  é coordenador de Ciência e Tecnologia da SETI – Secretaria da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior Governo do Estado do Paraná. Professor da UTFPR (Universidade Tecnológica Federal do Paraná), consultor e palestrante ambiental. Além disso, escreveu o livro Eco Sustentabilidade: Dicas para tornar você e sua empresa sustentável, em que fala principalmente sobre como conciliar os três pilares da sustentabilidade (crescimento econômico, responsabilidade social e preservação ambiental) na gestão e marketing das empresas