Em virtude do Dia Internacional da Água, gostaria de dedicar estas próximas semanas ao tema “Água”. Aliás, tema este que certamente irá pautar muita discussão, preocupação e polêmica não apenas neste mês, mas durante o ano.  O que temos feito e faremos com a água? Esta resposta temos que dar a nós mesmos e ao nosso planeta.

A escassez de água, a redução da chuva, os desmandos com a poluição dos rios e córregos, o desmatamento e por ai vai. Fica chato demais falar da mesma coisa sempre. Temos vivido um tempo de individualidade e indiferença com tudo, inclusive com a água. Se para a humanidade se alimentar, sobreviver, precisa-se de água o por que de tanta indiferença e descuido?

 

Tudo o que plantamos iremos colher. Quais são as sementes que temos deixado em nosso Planeta? Como temos cuidado da água? Como temos usado e descartada a água? Não há milagre, a conta virá. E em falando da conta, iremos reclamar quando de fato a conta aumentar e pagarmos pela água. Costumo dizer que não pagamos pela água, apenas pelo direito de uso da mesma.

Gostaria de trazer uma reflexão sobre este tema tão importante. Sinta-se a vontade para falar, opinar, perguntar e refletirmos juntos sobre uma solução para que possamos cuidar, preservar, reutilizar e manter em equilíbrio este bem tão importante para nós. Vamos ter motivos para brindarmos a água? Vamos juntos mudar esta realidade tão dura e agressiva que nos rodeia.

*Evandro Razzoto  é coordenador de Ciência e Tecnologia da SETI – Secretaria da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior Governo do Estado do Paraná. Professor da UTFPR (Universidade Tecnológica Federal do Paraná), consultor e palestrante ambiental. Além disso, escreveu o livro Eco Sustentabilidade: Dicas para tornar você e sua empresa sustentável, em que fala principalmente sobre como conciliar os três pilares da sustentabilidade (crescimento econômico, responsabilidade social e preservação ambiental) na gestão e marketing das empresas