É interessante pensar em como funciona a mente humana, como é a percepção do mundo para cada indivíduo, e como, no dia a dia, entramos no modo automático (algumas pessoas viram quase tipo robozinhos rsrsrs).

Se você dirige, por exemplo, já deve ter passado pela experiência de chegar em casa do trabalho e nem lembrar como exatamente fez isso ou o que tinha pelo caminho.

Se não dirige, provavelmente já aconteceu com você de levar um tempão para perceber que havia um comércio na rua onde mora (confissão: eu mesma já levei 6 meses para ver que tinha uma lanchonete na outra esquina do apartamento… e isso não tem nada a ver com meus belos 37 aninhos rsrsrs, mas com a falta de presença)

Foto: Imagem ilustrativa/Pixabay.com

Esses são exemplos de como nossa mente, por muitas vezes, simplesmente repete os padrões sem sequer se dar conta.

Sim, a mente é um verdadeiro mistério, mas você pode cuidar da sua. Tem algumas coisas que podemos fazer para vivermos mais presentes e principalmente mais conectados na abundância.

O artigo de hoje foi inspirado nos acontecimentos das últimas semanas: a falta recorrente de água no condomínio! (talvez você aí também tenha passado por isto… bora fazer uma dança da chuva rsrsrs…)

Vem comigo que o assunto é massa e próspero.

Ficar sem água foi para mim uma oportunidade de reflexão (e um belo treino de como tomar banhos de caneca kkkkkkk).

A água é fonte de vida, aliás é a essência da vida, pois sem agua não podemos existir, tampouco a natureza e mesmo os alimentos (e não, nem a coca-cola, nem o sorvete, nem a cerveja – para os adeptos – existiriam sem água…).

No entanto, apesar da necessidade absoluta que nossa existência têm da água, ela é algo que damos por garantida e automática (eu também dava até ficar sem), afinal é só abrir a torneira ou o chuveiro e ela está lá, abundante e revigorante. (claro que eu não esbanjo né!!)

Mas, e quando abrimos a torneira e ela está seca? Quando ao final do dia não podemos tomar um banho para eliminar o calor e o cansaço?

Nessa hora nos damos conta da água, focados em sua falta. E não apenas por ser extremamente desagradável ficar sem água, mas porque ao olhar para a situação me dei conta do quanto deixamos de perceber uma série de coisas maravilhosas que temos como automáticas. Que nos são tão comuns que passam desapercebidas.

E me fiz as seguintes questões: O que será que leva a mente a ignorar tantas coisas boas e só percebê-las de verdade quando faltam?

Porque o foco é maior na falta do que na percepção daquilo que nos é abundante?

E a resposta… que ninguém quer ouvir:

Porque falta desconectar a mente da escassez e passar a conectá-la com a abundância.

Falta eliminar a reclamação e trocar por contemplação.

O ser humano é tão viciado em reclamar do que falta que deixa até de dar valor para as pessoas enquanto elas estão consigo, vivas e presentes ao seu lado, passam anos sem dar flores para depois levá-las ao corpo sem vida nas caixas de concreto…

Pesou, eu sei, mas tem solução se você tiver disposto.

Uma verdade absoluta e excelente: Quanto mais de bom percebemos em nossas vidas mais de bom criamos.

Agora, atenção caro leitor: o inverso também é verdadeiro!

Então como fazer a mente estar mais presente para viver melhor e colocar o foco na abundância da vida e do amor?

Pegue papel e caneta

Pegue papel e caneta (se não tiver vale fazer no celular, é rapidinho) e escreva uma lista de 5 a 7 itens, ou até mais, daquilo que você tem todos os dias sem se dar conta.

Vou te dar três exemplos meus para facilitar:

1. As pessoas que eu amo

2. A minha respiração

3. A bênção de abrir a torneira e sair água

Faz a sua neste momento e traz para sua vida o que há de melhor!!

Quer finalizar com chave de ouro este exercício de abundância e graças?

Faça algo para apreciar cada item da sua lista. Por exemplo:

1. Para as pessoas – diga a elas o quanto as ama ou faça algo que mostre o quanto são especiais para você.

2. Para a dádiva de respirar e de poder sentir os mais deliciosos aromas – inspire o ar profunda e calmamente, prenda por 3 segundos para sentí-lo preencher seus pulmões por completo e expire devagar, isso equilibra seus pensamentos.

3. E claro para a abençoada água – beba um copo de água fresca com atenção sentindo hidratar todas as suas células (deu sede aqui rsrsrs), ou então lave as mãos com carinho e, se já estiver em casa também pode escolher tomar aquele banho que lava a alma e sentir o quanto é deliciosa e abundante a água em seu lar (gentem um banho é tudo na vida, é só o que eu posso dizer S2).

Pode ainda colocar essa sua lista em algum lugar que você possa ver e lembrar dela. Quem sabe até aumenta-la de tamanho, afinal, tenho certeza que você tem muito mais dádivas do que imagina.

Pense simples e ame sua vida integralmente, ela irá lhe responder com o que há de melhor para você.

A pergunta da sua coach para você hoje é:

Para o que você tem escolhido olhar?

Contato:

Me acompanhe e empreenda sua vida.

Gostou desse artigo? Manda um e-mail contando para mim, quero ouvir a sua opinião.

Pode enviar também sua dúvida ou comentário, quem sabe posso fazer dela o tema de um artigo do blog!