Com ou sem quarentena, estando trabalhando de casa ou saindo para trabalhar, tem um sentimento que tem sido muito recorrente em todas as pessoas com as quais tenho conversado nas últimas semanas: é a ansiedade.

Uma preocupação que não tem fim, insegurança em meio a um momento de plena incerteza que estamos vivendo, um medo do desconhecido que é a realidade de todos em meio a esta pandemia.

Existe uma apreensão em relação ao coronavírus que é geral, uma nova situação que nos impõe novas preocupações. Agora precisamos sair de máscara, mesmo para uma atividade corriqueira que é ir ao mercado, e ao voltar para casa, lavar tudo que veio da rua antes de consumir ou guardar na geladeira.

Mas, além de tudo isso, existe um sentimento de improdutividade, uma sensação de que precisava ter feito muito mais, percebo isso em mim, em muitas pessoas que entram em contato comigo pelas redes sociais, na coversa com amigos e familiares e também no conteúdo postado na internet. E, sobre isso, tenho uma coisa muito importante a dizer para você: está tudo bem! Esses sentimentos são normais para o momento, respira fundo e segue a leitura aqui que vai aliviar.

Pixabay

Pode ser que haja uma sensação interior de estar atrasado o tempo todo, de que deveria estar com tudo pronto (mas nem se tem a definição real do que seria esse tudo), de ter uma montanha de coisas a fazer pesando nas costas, de estar quase sendo engolido, de ter o caminhar arrastado.

Agora respira mais uma vez, e antes de continuar sua leitura compreenda que isto é fruto de uma cobrança irreal que sua mente pode estar impondo a você em razão do medo.

Claro que só respirar fundo não vai adiantar, eu sei bem disso, porém a seguir vou colocar uma forma que vai ajudar a lidar com isso, e que de repente pode ser a solução que você precisa para sentir alívio.

É possível que sua mente esteja criando para você planos impraticáveis, exagerados e, definitivamente, pouco claros.

A primeira coisa que vai te ajudar é colocar por escrito, num papel, tudo aquilo que você quer fazer, com uma descrição bem definida, que não deixe dúvidas do que efetivamente precisa ser feito (dedique alguns minutos para fazer isso, pelo menos 5).

Depois separe o que realmente quer fazer e remova o que é desnecessário.

O terceiro passo é pegar a lista e colocar quanto tempo vai levar para realizar cada atividade, faça isso de forma verdadeira, não crie prazos impossíveis. Por exemplo, não coloque que vai levar 15 minutos para ler/estudar um livro inteiro, seja bem realista aqui, e se tiver dúvidas, deixe pelo menos o dobro do tempo que acha que levaria e depois observe no relógio quanto tempo levou na prática.

E para deixar mais leve ainda, pegue da sua lista uma atividade, a mais leve, e coloque ela como objetivo para seu dia de amanhã, somente ela, por escrito, e cumpra no início do seu dia.

Importante: Depois de fazer o que determinou para si mesmo, vai e risca o item da sua lista, isso irá trazer alívio e fará sua mente entender que pode ficar menos ansiosa, pois você começou o dia bem e com uma conquista.

Por fim, transforme isso em uma rotina para suas manhãs, sempre separe uma atividade para concluir e se dê os parabéns!!

Planejar a prioridade do dia e realizar ela logo pela manhã reduz a ansiedade, o stress, aumenta o ânimo e deixa a vida mais leve.

Envie sua opinião, me conta se curtiu este artigo é só clicar no link http://bit.ly/WhatsDaIsabelle e enviar sua mensagem.

Continue em movimento, não importa a velocidade, mas a continuidade e a direção.

Também pode acompanhar pelo instagram clicando aqui:  https://www.instagram.com/isabellefeichas/.

Uma semana leve e com muita saúde!

Até a próxima.

 

Contato:

Me acompanhe e empreenda sua vida.

Gostou desse artigo? Manda um e-mail contando para mim, quero ouvir a sua opinião.

Pode enviar também sua dúvida ou comentário, quem sabe posso fazer dela o tema de um artigo do blog!

Contato: [email protected]