Comecemos o artigo de hoje com um fato: Levamos muito mais tempo na caminhada do que na conquista.
O que isso significa?

Que precisamos aproveitar todas as fases e não ficar esperando somente pelo momento final, pois se fizermos isso teremos deixado de aproveitar a maior parte.

Mas como aproveitar o caminho?

Pixabay

 

Uma das coisas que percebo, tanto na minha vida como na dos meus clientes, é que acabamos fazendo o caminho mais difícil quando colocamos muitas expectativas, preocupações e excessos na mochila e levamos ela nas costas.
A mochila pesada acabará voltando o nosso olhar para o chão, e deixando passar justamente as belezas e maravilhas que estão ao nosso redor o tempo todo. Se estivermos com a cabeça livre, caminhando com leveza, veremos belezas mesmo que hajam tempestades.

Também há aqueles que escolhem andar cada vez mais rápido e tão fixos no próprio pé, que sequer enxergam a vida, esperam apenas os momentos de conquista, e mesmo assim a pressa é tanta que nem se permitem celebrar.
Conquistas são deliciosas, ter objetivos é muito bom pra vida sim, porém as conquistas são apenas momentos, são pequenos espaços de tempo, e viver somente para elas seria desperdiçar anos para focar em dias ou minutos.
Não dá pra passar pela vida apenas de corpo presente, é necessário estar por inteiro.

Durante a caminhada há sempre a possibilidade de escolha, precisamos estar vigilantes em nossa forma de agir e nas escolhas que fazemos.

Podemos, além de enxergar o que têm a nossa volta, também escolher encarar as responsabilidades como positivas e fazer com que elas não sejam um fardo.

Qualquer um pode escolher olhar para o chão, mas precisa saber que pode também escolher olhar para todas as direções e com isso ser mais feliz.

E claro, ao alcançar um objetivo, ao estar num momento de conquista celebre mesmo, de corpo, alma e coração, isso cria mais energia para continuar.

Encerramos mais uma vez com uma pergunta poderosa:

Como você aproveita a sua caminhada?

Contato:

Me acompanhe e empreenda sua vida.

Gostou desse artigo? Manda um e-mail contando para mim, quero ouvir a sua opinião.

Pode enviar também sua dúvida ou comentário, quem sabe posso fazer dela o tema de um artigo do blog!