De primeira eu já vou te contar: não pense que se tornar empreendedor dá menos trabalho, no começo você vai trabalhar muito mais do que você já trabalhou em um emprego tradicional. Agora, vale a pena? Essa é uma pergunta que somente a prática e a experiência irão te responder.

Agora calma! – isso não está aqui para diminuir sua vontade, mas para confirmá-la, pois irá precisar dela para iniciar seu novo grande projeto de se tornar empresário.

Siga esses passos se quer abrir um negócio de sucesso:

1) Tenha clareza de qual será seu negócio

Parece óbvio, mas não é! Muitas pessoas querem se tornar as próprias chefes, montar uma empresa de sucesso, mas não sabem qual ele é.

Além disso, para qualquer início é necessário se ter uma boa lista de coisas boas e das coisas não tão boas relacionadas com o que se deseja criar.

Então clareza do seu negócio é determinante para o sucesso, afinal, sem saber a direção seu futuro vira um carro desgovernado, isso definitivamente não é o que você quer.

2) Faça pesquisas de mercado e calcule custos

Você precisa saber qual o capital necessário para abrir sua empresa e somá-lo ao capital de giro para mantê-la durante o período inicial (eu sugiro no mínimo 1 ano, pois o break-even leva um tempo para acontecer).

Também tenha em mente seu custo de vida neste processo.

Então monte um planejamento bem realista.

Lembre-se que no início você precisará reinvestir a maior parte dos seus lucros no próprio negócio para fazê-lo crescer.

 

3) Conheça mais sobre o dia a dia do trabalho

Visite empresas que façam a mesma coisa que você irá fazer (ou algo minimamente semelhante caso seja uma ideia inédita).

Exemplo: se você deseja fazer bolos caseiros para vender, vá a uma empresa que trabalha com isso e preste atenção em como funciona, faça perguntas sobre a rotina e as horas de trabalho, compre o produto e veja como ele é entregue, perceba as qualidades e o que pode ser melhorado, etc…

E não se engane: ter um negócio próprio não significa viver sem chefe!!

Ter um negócio próprio é ter milhares de chefes, pois cada cliente terá uma

demanda para que você cumpra e cumpri-la é seu objetivo, afinal você quer vender, fidelizar e vender mais ainda.

 

4) Conheça e cumpra as leis e normas

Não importa se concordamos ou não, se elas existem terão que ser cumpridas, então melhor começar com o pé direito certo?

Empresas que começam sem respeitar as exigências tributárias, sanitárias ou outras já começam torto. Esse tipo de erro costuma custar caro, e pode até levar uma empresa iniciante a deixar de existir – tenho certeza que você não deseja isso!

Procure um contador e/ou de um consultor se necessário. O SEBRAE fornece esse tipo de auxílio também, então, agora que já sabe o caminho não vai dar bobeira.

 

5) Estude, busque conhecimento e continue esse processo sempre

Qualidade atrai mais clientes fiéis do que preço baixo!

Uma dica super:

O SEBRAE oferece mais de 100 cursos online e GRATUITOS e com certificado, é só acessar: https://www.sebrae.com.br/sites/PortalSebrae/cursosonline

Um deles se ensina: “Como vender pela internet na crise do coronavírus”, ou seja, sempre tem coisa boa e nova por lá.

Eu mesma já fiz alguns cursos e todos me ensinaram muito, também já me tiraram de algumas ciladas, por isso indico.

Este artigo fez sentido para você? Te ajudou de alguma forma? Me envia um whats contando nesse link: http://bit.ly/WhatsIsabelle fico sempre feliz em saber.

Que sempre tenhamos olhos de enxergar a abundância da vida! Para acompanhar mais me segue no Instagram @isabellefeichas ou pelo link https://www.instagram.com/isabellefeichas/ .

Até a próxima!

 

Este texto não reflete, necessariamente, a opinião da Banda B.