Continua o mistério: até o começo desta noite, 18-7, não se conhecia o resultado da maior concorrência pública dos últimos  anos em Curitiba, no valor de R$ 47.435.000,00 (PAC 2-, recursos da CAIXA Federal), para Linha Verde Norte Lote 2.1- Viaduto do Tarumã: Estação Tarumã e Estação Victor Ferreira do Amaral, extensão aproximada 1.500,00m.

Projeto do viaduto triplo da Victor Ferreira do Amaral (Tarumã)

 

A divulgação dos preços ofertados estava prevista para as 9h30 min de ontem (17).

No entanto, nem o site oficial da Prefeitura, nem por outro meio de divulgação – muito menos no Portal da Transparência da PMC – houve menção dos resultados de tão vultuosa obra.

Pelo vulto da obra, fontes da área admitem que muitas empresas, boa parte delas de projeção nacional, deveriam ter concorrido, diante da enorme estagnação do mercado de obras.

Em meios bem informados sobre o mundo administrativo gerenciado pelo alcaide Rafael Waldomiro, houve, no entanto, durante todo dia de ontem, muitas manifestações de contentamento. Seriam prenúncio – dizem línguas afiadas – de que as marchas Triunfais começaram a ser executadas.

“Tudo como previsto”, exclamou um velho engenheiro da SMOP, conformando-se, com uma voz de lamento: “São tempos de Rafael Waldomiro…”.

NB: nota redigida às 20 h de 18-7-19

Para ler a coluna completa do blog Aroldo Murá, clique aqui.