Ranking do jornal envolveu avaliações de 6 mil coordenadores voluntários de todo o país.

UFPR, UEL, UEM, UNIBRASIL, UTFPR

 

Jornal conservador, de acatada linha previsível, O Estado de São Paulo passa desde sua edição impressa desta sexta, 4, a contar com um ranking em que pontua os melhores cursos universitários do país.

O ranking – também encontrado na edição digital do Estadão -, denominado “Os melhores do ensino superior,” faz avaliação de 12 mil cursos universitário do país. Os que ficam mais bem cotados recebem a nota 5 estrelas; os segundos lugares, nota 4 estrelas.

 

OS AVALIADORES

O trabalho foi desenvolvido por 6 mil avaliadores, coordenadores voluntários, professores de todo o Brasil. A rigor não houve grandes surpresas: as grandes universidades, como USP, Unicamp, UFMG, UFRGS, PUCRJ, estão presentes em posições de destaque, ficam com a maioria das cinco estrelas.

A coluna deteve-se especialmente no exame de notas atribuídas a cursos superiores do Paraná.

Dentre as paranaenses bem avaliadas com notas 4 ou 5, há um certo continuum de indicações, apontando dentre as primeiras colocadas do país a UFPR, UTFPR, PUCPR, Unioeste, Unicentro, UEL e UEM. Há surpresas, como a colocação da Faculdade Bagozzi, de Curitiba, a Unicentro, de Irati, e PUCPR, de Toledo, com nota 4 em Administração de Empresas. A Baggozzi ganhou quatro estrelas também em Pedagogia.

 

ARQUITETURA

Confirmando o orgulho dos paranaenses por sua grande escola de arquitetura e urbanismo, a UFPR aparece com nota 4 em Arquitetura e Urbanismo. Igual nota o ranking atribui aos cursos da UEL, da FGT de Guarapuava e UFM, de Maringá.

As universidades Tuiuti do Paraná e a UEL de Londrina ganharam nota 4 em Design de Moda, enquanto que, em Música, a UEL foi a única pontuada no Paraná.

 

AGRONOMIA

Em Agronomia, UFPR, UTFPR (Dois Vizinhos), UEL (Londrina) e UTFPR (Pato Branco) ficaram igualmente com nota cinco, quanto referenciais nessas ciências, como a UFSM (Santa Maria) e Piracicaba (USP).

PUCPR-Curitiba ganhou nota 4. Já em Biotecnologia, a UFPR e PUCPR andam juntas com quatro pontos. Nessa área, as cinco estrelas ficaram para o curso da UFRGS, de Porto Alegre.

 

BIOLÓGICAS

Em Ciências biológicas as escolas do Paraná vão bem, com quatro estrelas: Unioeste (Cascavel), PUCPR, Curitiba; UFPR; Unicentro, Guarapuava; UEL, Londrina; UEL, Palotina; UEPG, Ponta Grossa; UTFPR de Santa Helena.

 

COMPUTAÇÃO

Cascavel (Unioeste), Curitiba (PUCPR e UTP), Foz do Iguaçu (Unioeste), Guarapuava (Unicentro), Londrina (UEL), Maringá (UEM), Medianeira (UTFPR) e Santa Helena (UTFPR) reúnem as escolas de Ciência da Computação com quatro estrelas. As de cinco estrelas são a UFC, de Fortaleza; a UFPE, de Recife, a UFPRJ, do Rio de Janeiro, dentre outras, além da USP.

Surpresa, em Química, com quatro estrelas, aparece o de União da Vitória, da Uniguaçu.

 

CURSOS DE DIREITO

Para mim, grandes surpresas desse ranking estão no Curso de Direito, sendo que o ganhador de cinco estrelas foi o Unifor, de Fortaleza.

Dentre os paranaenses, aparecem com quatro estrelas, dentre outros, o CENEG de Campo Largo; a Unipar de Cianorte; a PUCPR e UFPR, de Curitiba; UDC, Foz do Iguaçu; Unipar, Guaíra; Londrina, PUCPR e UEL; Pitanga, UCP-PR; Toledo, PUCPR e Unipar.

Em Educação Física a UniBrasil e a Uniandrade, Curitiba, ganharam quatro estrelas.

Depois do ranking RUF, da Folha de São Paulo, o ranking do Estadão é resultado de sólida avaliação de 12 mil cursos universitários do país.

Para ler a coluna completa do blog Aroldo Murá, clique aqui.