Assessoria do parlamentar garante a liderança dele no Facebook: supera todos os deputados estaduais

Deputado Soldado Fruet: peça rara

 

Em tempo de novas plataformas de comunicação, o deputado soldado Fruet (PROS) é o que se pode classificar de verdadeiro fenômeno, se considerarmos a informação de sua assessoria de imprensa.

No fim da tarde de quarta, 25, o gabinete distribuiu informativo garantindo que o parlamentar é o que tem maior audiência no FaceBook: seriam 11 milhões de seguidores conseguidos pelo deputado estreante, “nos últimos sete dias”, ficando ele, então, na liderança absoluta entre seus pares estaduais do Paraná em redes sociais. E as chamadas curtidas foram também em números impressionantes.

AS CURTIDAS

Ainda segundo o gabinete do líder do PROS, “neste período, a fanpage do Soldado Fruet registrou 697 mil envolvimentos (comentários, curtidas, compartilhamentos e mensagens). De acordo com a estatística do Facebook, isso representa 36% do total de 1,9 milhão de envolvimentos nas postagens feitas nas páginas dos deputados estaduais e do governador”.

SUPERA TODOS

“O número do Soldado Fruet é maior que a soma do desempenho da segunda e do terceiro colocados, respectivamente, Cantora Mara Lima (359 mil) e Delegado Francischini (275 mil). Já o governador aparece em décimo lugar no ranking, com 24 mil envolvimentos, ou seja, 1% do total”, prossegue o gabinete do deputado.

PARA GOVERNADOS

Para o Soldado Fruet, o resultado reflete o perfil do seu mandato. “Meu lema é trabalhar para os governados e não para os governantes. Foi o povo que me colocou nesta Casa de Leis e é por ele que eu luto diariamente”, avalia.

PRINCIPAL CANAL

“A rede social é o meu principal canal de comunicação com a população e minha equipe está sempre conectada para responder os internautas e encaminhar as demandas com agilidade, o que resulta nesse alto índice de interação”, explicou o deputado.

Cristão, pai de quatro filhos, oriundos de uma comunidade em que tinha de partilhar espaço com ladrões e traficantes para ajudar à família paterna, repete um quase mantra: “Fala, minha gente, que eu escuto…”

-o-o-o-

UMA RECEITA SEM MISTÉRIOS

Acho que o soldado Fruet, 45, uma das surpresas das últimas eleições no Paraná, não é dono de nenhuma receita mágica para ser hoje o fenômeno que é nas redes sociais. Ele simplesmente ampliou o horizonte em que vinha há anos vivendo em Foz do Iguaçu e região – recolhendo incansavelmente as reclamações dos que não têm vez nem voz. Isso sem jamais cair na esparrela de um esquerdismo doentio, uma das diversões nacionais.

SEM VERNIZ

Simples, sem verniz acadêmico, nem mostras de que tenha sido “burilado” pela universidade, Soldado Fruet continua o mesmo de sempre: fala com os pobres, ouve seus reclamos, combate o mundo das drogas, não dá descanso à marginalia, coisas que sempre fez em suas deambulações policiais, na Rádio Patrulha (por exemplo).

E não indica o mínimo interesse em se “converter” a muitos esquemas de apoio que lhe aparecem. Está bem assim, trabalhando – como não se cansa de frisar – “para os governados e não os governantes”.

INDEPENDENTE

Hoje confirma uma independência rara num meio em que os “agiornamentos” e as negociações podem compreender os mais estranhos pactos em nome do “bem da população”.

Espero que Fruet, homem de raízes populares e a elas umbilicalmente ligado, continuará numa peregrinação em que a vigilância pelo dinheiro público será uma das molas mestras de seu mandato, como já deu mostra com CPI da roubalheira de serviços prestados ao Estado.

CRIATIVO

Criativo, dono de metas certas, ele nunca reprimirá sua sabedoria um tanto irônica, como fez quando, um dia, mandou os traficantes e consumidores de drogas de Foz reclamarem ao Procon insatisfeitos com suas ações de combate àquele crime.

IRRELEVANTE?

Tanto, quanto isso, sei que o deputado continuará praticando gestos que até podem ser considerados irrelevantes para um homem público, como o distribuir cestas básicas para os necessitados. Mas não seriam nessas peregrinações em torno da velha e “surrada” caridade que repousa parte da força desse homem que sabe que é preciso ser fiel no pouco, para, assim, ser fiel no muito…? (AMGH)

Para ler a coluna completa do blog Aroldo Murá, clique aqui.