Prezado Sr. Aroldo Murá

Sou um admirador do seu trabalho imparcial, que retrata os acontecimentos importantes que ocorrem no nosso cenário municipal e em outras esferas também.

Eu, como cidadão curitibano e pagador de impostos, estou indignado com o que vem acontecendo no mais antigo parque da cidade de Curitiba. Venho denunciando no Facebook e também fiz denúncia no 156, mas minha voz não tem o alcance que a do senhor tem, portanto, humildemente, venho lhe pedir ajuda para amplificar a minha indignação com esse absurdo.

Como o senhor sabe, a maravilhosa estrutura do famoso restaurante do Pasquale que ficava no coração do Passeio, foi demolida pelo prefeito atual que diz que vai montar um polo gastronômico no local, como se já não houvesse centenas de restaurantes aqui no centro. Será que esse homem só pensa em comer?

RAÍZES SERRADAS

Sou morador de um edifício que fica na R. Carlos Cavalcanti e tem uma formidável vista para o Passeio e o que ele fez foi, durante um mês, atormentar nossa paz com um trator e um caminhão que foi usado para demolir o belo restaurante e com isso, abalar a base estrutural

(raízes) de várias árvores centenárias que ali ficavam. Ele poupou as árvores, mas claro que não foi suficiente. As árvores já de idade tiveram suas raízes SERRADAS, o que é um crime ambiental e que causou a queda posterior de 5 (cinco) árvores em cascata, em plena luz do dia (por volta das 16h do dia 30/05/2019), podendo ter matado alguém e causado mais vítimas do que as próprias árvores, pássaros e outras espécimes que perderam suas vidas com esse desastre. O tradicional pedalinho também foi desativado.

Também retirou os macacos que ficavam nas árvores sob o pretexto de reformar o lago, mas depois da reforma não voltou mais com os bichos!

ADRIANO A. DIB, Advogado

Ler a coluna completa aqui