Fernanda Richa: deve deixar governo dia 30

Fernanda Richa: deve deixar governo dia 30

Até quarta, 6, meus informantes garantiam que a expressiva saída de nomes de confiança de Beto Richa no Governo Cida tinha terminado.

Eu cheguei a escrever que Fernanda Richa, ex-primeira dama, e Fernando Ghignone, um dos condutores do PSDB estadual, deveriam permanecer no atual governo.

Nesta quinta, 7, tive novas informações que, se confirmadas, colocarão por terra minhas observações.

A MARCHA PARA JESUS

Na verdade, segundo fontes, a relação da governadora e Fernanda Richa, se já não era muito boa antes da nova realidade governamental, piorou na manifestação religiosa da Marcha para Jesus, na Praça de Salette, defronte ao Palácio Iguaçu.

Foi naquele evento evangélico que as duas mulheres, católicas e devotas de NS Aparecida, se estranharam feio.

Foi um choque verbal, “vigorosamente” registrado, anunciando desagrados mútuos.

DEONILSON E EZEQUIAS

No centro do entrevero – sem conotações de gritaria, é claro – estiveram questionamentos de Fernanda Richa sobre as recentes defenestrações de nomes muito caros à família Richa, nomes recém desembarcados do Governo. Dois deles teriam sido o motivo dos protestos de Fernanda – Ezequias Moreira e Deonilson Roldo.

ODEBRECHT E QUADRO NEGRO

Os dois estão envolvidos em denúncias do grande rolo da Odebrecht (Deonilson); e também aparecem em outras denúncias, como a de Nelson Leal, do DER e a da Quadros Negro.

Ezequias estaria complicadíssimo, segundo olhar de gente do MP; aliás, garantem os avaliadores da crise que os dois ex-secretários são os mais contemplados nas várias denúncias que estão pululando em relação ao governo Richa.

As mesmas fontes, geralmente muito seguras, informam ainda que tanto Fernanda Richa (secretária de Estado do Desenvolvimento Social) e Fernando Ghignone, secretário de Estado da Administração, deverão deixar o Governo de Cida Borghetti no final deste mês.

A saída de Fernanda teria, oficialmente, a explicação de que deixará o cargo para fazer campanha para o filho Marcello.

Marcha Para Jesus, em Curitiba

Marcha Para Jesus, em Curitiba

NA FUNDAÇÃO TV EDUCATIVA, COM ÂNGELA

 

Ângela Luvizoto

Ângela Luvizoto

A jornalista Ângela Luvizoto é agora poderosa dirigente da TV Educativa, a E.Paraná.

Foi designada para sua direção a pedido de Marcelo Catani, hoje secretário de Comunicação da Prefeitura de Curitiba.

Catani, sabe-se, é um “protegé” de Margarita Sansone, doublê de primeira dama municipal e condestável influenciadora na vida da Municipalidade. Influência que exerce nem sempre com discrição, é certo.

Goste-se ou não de Catani uma realidade parece cada vez mais clara: ele deverá ser o marqueteiro da campanha eleitoral de Cida Borghetti.

Para ler a coluna completa, clique aqui