Lembra quando alguém não gostava da conversa, qual era frase que ela usava para mudar de assunto?

Vamos mudar o rumo dessa prosa?

Bem, é exatamente isso que o nosso presidente Jair Bolsonaro faz todos os dias quando acaba se envolvendo em polêmicas ou com algum tema que não termina bem. Ele muda o rumo da prosa.

Ele solta uma frase de efeito, inventa um tema polêmico ou cria um factoide para atrair a atenção da mídia.

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) . (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)

É como se fosse aquele marido que diz que vai ao jogo de futebol mas volta da rua cheirando a perfume barato.

Quando a mulher pede explicações ele solta uma frase tipo: você sabia que a avó do Marcão morreu, ou eu não sabia que era aniversário da namorada do Pedrão ou as crianças fizeram a lição de casa hoje ou pedi no novo cartão de crédito para você meu amor.

Os deputados e senadores do Centrão, aquele bloco de partidos que fazem parte da base mas votam contra o governo, estão pedindo mais verbas para aprovar a Reforma da Previdência.

NÃO se sabe se o presidente aceitou ou não, já que eles aproveitaram o bate cabeça dos líderes do partido de Bolsonaro, que não se entendem em plenário e lavam roupa suja em entrevistas para jornais, rádio e televisão, para fazerem as negociatas pela aprovação das reformas.

Tudo longe dos olhares da imprensa de Brasília, que aproveita para mostrar as fragilidades do PSL (partido de Bolsonaro) ao invés de olhar o andamento do processo legislativo mais de perto.

Vamos ter que nos acostumar com o jeito Bolsonaro de governar. Ele ainda não sabe se comportar como um presidente. Muitas vezes age por impulso, sem pensar, solta palavras da boca para fora sem conexão com a realidade

Esse estilo tem funcionado até o nomento.

Na crise a gente sempre orienta a mudar de foco. Vamos inventar outro assunto para que aquele que está na berlinda desapareça.

Assim é o Bolsonaro.

Tomara que dê certo para que o Brasil saia da crise e a gente não vire o marido do jogo de futebol e acabe tendo que ir dormir na casinha do cachorro.

 

*Alexandre Teixeira

Jornalista formado pela Universidade Federal do Paraná e pós graduado em gestão pela Fundação Getúlio Vargas.

Tem passagens por diversos veículos de comunicação, como TV Bandeirantes, TV OM (hoje CNT) e Gazeta do Povo, onde permaneceu por 11 anos.

Foi Diretor do Ministério do Esporte e Turismo, membro do Comitê de Patrocínio da Secretária de Comunicação Social da Presidência da República e do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência, no segundo mandato de então presidente Fernando Henrique Cardoso.