Por Denise Mello e Antonio Nascimento

assaltomercado

Assalto aconteceu no domingo em Araucária – Foto: Banda B

Um vídeo com imagens de câmeras de segurança mostra toda a ação dos bandidos no assalto ao Hipermercado Condor no domingo (7), em Araucária, região metropolitana de Curitiba (assista abaixo). As imagens mostram o momento em que os assaltantes chegam no pátio do supermercado, fortemente armados. O alvo é o carro-forte que recolhia dinheiro no momento do ataque. Cinco clientes foram baleados na ação, mas estão fora de perigo. Os bandidos não conseguiram levar o dinheiro.

As imagens mostram a correria na entrada do supermercado na hora do assalto. Dois clientes são pegos como refém, mas logo são libertados. os bandidos parecem nervosos. Funcionários e clientes se jogam no chão e se escondem no momento do confronto com os seguranças do carro-forte. Em pouco tempo, os ladrões fogem sem completar o roubo.

De acordo com o delegado do centro de Operações Especiais (Cope), Rodrigo Brown de Oliveira, que investiga o assalto, os bandidos agiram de forma desastrada. “Foi uma ação precipitada e desastrada dos ladrões que chegaram atirando, ferindo pessoas inocentes. No final, não alcançaram seu objetivo que era levar o dinheiro”, afirmou.

O delegado disse que há várias linhas de investigação e logo a quadrilha deve ser presa. “Temos várias linhas de investigação, mas ainda seria precoce revelar qualquer coisa.. O que posso dizer é que os policiais do Cope estão trabalhando com afinco tendo em vista a gravidade e a repercussão do caso. Logo todos serão presos”, garantiu.

A polícia também acredita que os ladrões tinham informações privilegiadas sobre o horário de chegada do carro-forte. “Eles sabiam exatamente a hora da chegada do carro-forte e estavam com armamento pesado. Também estamos investigando a participação de outras pessoas que podem ter entregue informações privilegiadas aos assaltantes”, completou.

O assalto

A  tentativa de assalto dentro do hipermercado Condor em Araucária, deixou cinco pessoas feridas, entre elas crianças e adolescentes. Os assaltantes estavam fortemente armados e entraram no local para assaltar um carro-forte. Pelo menos dez bandidos agiram e o tiroteio gerou pânico e corre-corre dentro e fora do hipermercado. As cinco vítimas estavam dentro do supermercado nas horas dos tiros. Apenas três precisaram ser encaminhadas a hospitais e não correm risco de morrer.

Um cliente tentou se esconder, mas foi feito refém por alguns minutos por um dos bandidos. “Eu e minha esposa estávamos saindo e vimos uns caras encapuzados. Nós nos jogamos do lado dos carrinhos e ouvimos vários tiros. Eram muitos tiros. E aí um dos bandidos me viu, me pegou pela blusa e disse que eu ia com ele”, contou o rapaz. “Eu fiquei com muito medo, mas pedi pra ele ficar calmo e que eu ia fazer tudo que ele mandasse. Ai ele me puxou lá pra fora e ficou me segurando. Mas acabou me soltando e fugiu com os outros caras. Eu pensei que ia morrer”, completou a testemunha.

Posição do Hipermercado

O diretor administrativo da rede Condor, Wanclei Said, pediu desculpas aos clientes em razão do episódio e salientou que a empresa está prestando todo atendimento às vítimas. O diretor afirmou ainda que o local tem segurança particular, mas os funcionários não podem usar armas de fogo. “Eu peço desculpas aos nossos clientes. A nossa empresa tem segurança particular, mas os nossos funcionários não puderam reagir, pois eles não usam armas”, disse o diretor. “Se tivesse uma prevenção do estado isso não teria acontecido. O problema é que o estado está transferido a responsabilidade para as empresas, mas a segurança é de responsabilidade deles”, completou.