O estudante de Física da Universidade Federal do Paraná (UFPR), Waly Ibrahim, de 29 anos, suspeito de ter matado o punk César Roberto, o ‘Lagarto’, no Centro de Curitiba, ainda não se apresentou à Delegacia de Homicídios de Curitiba (DH), como era esperado. Com isto, o delegado Rubens Recalcatti pretende pedir a prisão preventiva dele nas próximas horas.

“Nós já sabemos do envolvimento dele e entramos em contato com os advogados. Até o momento este rapaz não se apresentou e por este motivo já estamos trabalhando para pedir a prisão preventiva dele”, disse Recalcatti, em entrevista à Banda B durante a manhã desta terça-feira (9).

O delegado reiterou que a motivação do crime é a ideologia de punks e skinheads. “Um grupo prega uma coisa e o outro algo diferente. Outras pessoas também já foram identificadas e ouvidas, restando apenas a presença do suspeito de dar a facada. Já podemos considera o caso praticamente encerrado”, concluiu.

Pai no lugar do filho

Waly deveria ter se apresentado à delegacia na semana passada, entretanto, o pai foi no lugar do filho, acompanhado de advogados. Embora a DH não confirme, a Banda B tem a informação de que o rapaz já está fora do Paraná escondido na casa de parentes.