catve.tv
Rebelião foi controlada após duas horas e meia

A tropa de choque da Polícia Militar (PM) conseguiu controlar, por volta das 20h30 desta segunda-feira (1º) a rebelião de 190 presos na Delegacia de Polícia Civil de Cascavel, no Oeste do Paraná. Os presos foram levados ao pátio da cadeia pública, mas a rebelião que começou por volta das 6h da tarde deixou dois detentos feridos. Eles foram agredidos pelos próprios presos e, segundo a polícia, não correm risco de morte.

Além de Gilmar Lopes da Rocha, de 24 anos, outros dois presos viraram reféns. Polícia Militar e um representante da OAB já estavam na cadeia pública, mas foi necessário o apoio dos profissionais do Pelotão de Choque, que entrou na cadeia inicialmente para de medidas de segurança, revista e contagem dos presos.

A entrada do Choque gerou a revolta dos familiares dos detentos, que se aglomeraram em frente a 15ª SDP. As mulheres bateram nas grades e jogaram pedras no prédio da delegacia. Três mulheres e dois homens foram presos por conta da confusão.

A rebelião teria sido motivada pela mudança da administração da carceragem, que passou a ser comandada por agentes penitenciários no lugar dos policiais civis.

Somando com os aparelhos que foram apreendidos desde sábado, já são 45 celulares retirados dos detentos. A confusão começou na ala feminina e em seguida, os presos tentaram quebrar paredes, para invadir a ala feminina.

Eles estão insatisfeitos e se rebelaram como forma de represália as constantes revistas e fiscalizações. Segundo agentes penitenciários, o consumo de drogas está sendo bastante reprimido e a abstinência tem deixado os detentos agitados e agressivos. A cadeia pública está hoje com 78 mulheres e 174 presos.

Para assistir a reportagem da catve.tv, clique aqui