Três rapazes suspeitos de integrar uma quadrilha especializada em roubos a chácaras foram presos na manhã desta quinta-feira (2) em São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba. Rafael Padilha, Marcelo Gonçalves e Adair Bottega foram pegos dentro da chácara de um deles com armas, munições e drogas. O trio foi preso em flagrante e um quarto elemento foi solto por não participar do esquema da quadrilha, segundo a polícia.

Policiais do Serviço Reservado da Polícia Militar receberam denúncias sobre um grupo de pessoas suspeita de andar com armas e drogas. A região indicada é próxima da localidade de Contenda, na zona rural de São José. Lá, a polícia já registrou vários assaltos a residências e, desde então, passou a monitorar denúncias sobre envolvidos.

No início da manhã de hoje, os policiais invadiram a chácara de Marcelo e encontraram os suspeitos com uma espingarda calibre 12, duas espingardas de pressão, munições de calibre 380, dez celulares, 76 buchas de cocaína e 230 gramas de maconha. Eles estavam em quatro na chácara, mas um dos presentes não participava do esquema, segundo a polícia. Eles negam os assaltos às residências.

O trio foi encaminhado à delegacia de São José dos Pinhais onde foi autuado em flagrante por porte ilegal de arma e tráfico de drogas. Agora a polícia investiga a participação deles em assaltos às chácaras na mesma localidade.

Confusão na Suburbana

O quarto elemento detido é homônimo de um ex-jogador de futebol, que hoje disputa jogos da Suburbana. A confusão de nomes provocou uma onda de boatos entre os jogadores de futebol amador sobre a possibilidade desse ex-jogador estar envolvido com a quadrilha. Mais tarde, ficou esclarecido que não havia nenhuma ligação com o tal atleta, hoje no esporte amador.