Da Polícia Civil

suspeitos-dentro

Homem e mulheres tiveram a casa roubada nas Mercês (Fotos: Divulgação)

Um atropelamento que vitimou Paulo Sergio Bueno, 44 anos, foi solucionado pela Polícia Civil após a identificação de três pessoas envolvidas no crime. Acompanhados de um advogado, os suspeitos se apresentaram na Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), na última segunda-feira (5), após a repercussão do vídeo do atropelamento na imprensa.

suspeoita-1

Trio vai responder por homicídio

As investigações iniciaram logo depois que a equipe policial da DHPP foi acionada no local do crime. Duas mulheres de 34 e 31 anos e um homem de 26, responsáveis pela prática criminosa serão indiciados por homicídio.

Através de uma análise aos circuitos de segurança nas proximidades do local do crime, foi possível verificar as imagens do fato. O atropelamento aconteceu no inicio da manhã de quinta-feira (1º), no bairro Cajuru, quando a vítima foi atropelada por um Sandero branco e não resistiu aos ferimentos.

Em interrogatório, homem disse a polícia que ao chegar em sua casa no bairro Mercês, viu Bueno saindo da residência de bicicleta, levando com ele alguns pertences de seu imóvel. Ao entrar na casa para verificar se as duas mulheres ficavam na casa estavam bem, o homem e as duas mulheres entraram no carro e foram atrás de Bueno.

suspeitas-2

Suspeitos negam o crime

O trio nega a polícia que tenha atropelado a vítima, porém há indícios fortes da perícia que apontam o atropelamento, bem como as imagens do fato. “Eles alegam que apenas agrediram a vítima. Bueno sofreu várias escoriações nas costas, perfuração no pulmão e hemorragias internas”, comenta o delegado responsável pelas investigações, Cassio André Dias Conceição.

Os suspeitos responderão em liberdade pelo crime de homicídio qualificado.

Notícias Relacionadas: