Três pessoas, incluindo uma criança de 12 anos, foram baleadas e mortas em menos de meia hora na noite desta sexta-feira (22) em Pinhais, na região metropolitana de Curitiba, e a delegacia do município investiga uma ligação entre os casos.As informações indicam que dois motociclistas teriam cometido os crimes para vingar a morte do irmão de um deles, assassinado em Curitiba há poucos dias. Outro motivo seria o comando das ações criminosas da região.

Juliano Cunha – Banda B

Sentado em bar

O primeiro assassinado foi Maxuel Alberto Sianha, 28 anos, enquanto estava sentado em um bar na Rua Getúlio Vargas, Vila Amélia. Ele morreu depois de levar três tiros na cabeça e, mesmo com muita gente na rua e dentro do estabelecimento, ninguém quis dizer à polícia informações sobre a autoria do crime, apenas que uma dupla fugiu em uma motocileta.

De acordo com o soldado Fragoso, algumas pessoas comentaram que ele teria se envolvido em uma briga minutos antes, mas a versão não foi confirmada pela polícia.

Maxuel respondia por um crime de homicídio.

O segundo crime vitimou uma menina de 12 anos e pode serconferida aqui. Testemunhas também avistaram motocilistas realizando os disparos.

Jovem de 18 anos morto fazendo lanche

Juliano Cunha – Banda B

O terceiro assassinato aconteceu após novamente um motociclista atirar contra clientes de um bar que fica na esquina das Ruas Flamboyant com a Flor do Campo, na Planta Karla. Nisso, um jovem de 18 anos que lanchava no local. Alifer Jean Rodrigues Coelho morreu na hora. O crime revoltou familiares que prometiam vingança. “Não tem nada a ver, se a polícia não faz nada, eu vou fazer, isso vai ter volta”, disse aos gritos o primo da vítima.

A mãe do jovem assassinado, Geni Rodrigues Coelho, disse que o filho teve problemas com drogas, mas havia se livrado do vício, no entanto que alguns jovens estavam vingando uma morte no local. “

Testemunhas que não quiseram se identificar disseram à reportagem da Banda B que os matadores seriam dois jovens identificados como Darci e Chopin.