Fotos: Juliano Cunha/Banda B

Trio preso pela polícia participava dos assaltos

A investigação depois do assalto a rede de farmácias Nissei, no bairro Seminário, levou a polícia a descobrir uma quadrilha especializada. O último assalto aconteceu no domingo (21) e, durante a ação, os bandidos levaram a arma de um policial militar que estava de folga e fugiram com um veículo de um cliente que foi abandonado quadras depois. Três suspeitos de participar da quadrilha estão presos.

Depois de prender alguns suspeitos, a polícia começou a desmantelar a quadrilha, que é composta por cinco integrantes e especializada em roubos a farmácias da rede Nissei em Curitiba. Três suspeitos que foram reconhecidos pelas imagens cedidas pela rede e já estão presos.

O delegado Daniel Fagundes, da Delegacia de Furtos e Roubos (DFR,)disse que a quadrilha estudou farmácias da rede e percebeu alguns procedimentos que facilitariam o roubo.

Pistola roubada de PM que estava na farmácia

“Desde janeiro, depois do primeiro assalto, a quadrilha viu a facilidade em assaltar e então iniciou uma série de roubos na farmácia. Eles levavam mil e quinhentos reais mais ou menor por roubo e revezavam entre as principais – Seminário e Batel. O prejuízo que a rede tomou passa de 50 mil reais”, contou o delegado.

O grupo é apontado como autor de aproximadamente quarenta roubos a esta mesma rede de farmácias desde janeiro deste ano. Ainda com informações do delegado, o grupo agia se revezando nas ações criminosas. “Eles se revezavam, uma hora entrava um, outra hora outro. Temos todos os vídeos dos assaltos. Um deles aparece em quase todos os assaltos”, explicou.

A pistola calibre ponto 40 que pertencente a Polícia Militar (PM) foi recuperada com Oswaldo Ribeiro de Souza Leite, de 22 anos. Ele foi preso pela equipe do tenente Marco Antônio que explicou que até o pai do criminoso colaborou para prender o rapaz. “Quando descobrimos onde Oswaldo morava fizemos patrulhamento e vimos o suspeito em frente à residência dele. O policial que estava no domingo dentro da farmácia reconheceu o suspeito. Fizemos a abordagem e o pai dele confirmou que tinha uma arma dentro de casa, que foi encontrada”, contou o tenente.

Além de Oswaldo também estão presos Valdilson Santos de Miranda e Bruno dos Santos Peters, ambos com 23 anos. Os acusados serão julgados individualmente por cada crime, mas todos eles responderão por roubo e formação de quadrilha.